Cuiabá, 30 de Maio de 2024

POLÍTICA Sábado, 29 de Abril de 2017, 09:04 - A | A

29 de Abril de 2017, 09h:04 - A | A

POLÍTICA / OBRAS EM RITMO LENTO

Vereadores planejam vistoria nas obras do novo pronto-socorro

Rafael Machado / Única News



(Foto: Secom Câmara - Raul Lazaro)

Câmara de Cuiabá

 

O ritmo das obras do novo pronto-socorro de Cuiabá tem preocupado os vereadores. Nas últimas sessões, os parlamentares utilizaram a tribuna para propor uma visita in loco para verificar o andamento do projeto e cobrar da Prefeitura informações referente a valores e gastos na obra.

 

O líder do PP na Câmara, vereador Luis Cláudio, cobra que o legislativo faça uma ação com o intuito de colher informações sobre a obra que segue em ritmo lento. Ele propôs ao prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) uma visita junto com 25 vereadores para saber como anda a execução do projeto.

 

“Precisamos saber se a empresa ou consorcio não está cumprindo com as normas do contrato da obra. Ninguém pode querer ser pai das ações públicas. É nossa obrigação cuidar das pessoas que precisam dos serviços de saúde em perfeitas condições de uso”, pontuou o progressista.

 

Para o tucano, Renivaldo Nascimento, falta informações principalmente sobre repasses e do consórcio que venceu a licitação. Segundo o vereador, é necessário saber o que está causando a lentidão da obra.

 

“A população cuiabana nos pressiona e quer saber se é o Estado que está atrasando os repasses, ou a Prefeitura que não cumpre com a obrigação dela, ou se as empresas por um motivo ou outro, não conseguem dar prosseguimentos ao que foi acordado dentro do contrato. Temos que dar uma resposta rápida. A culpa é de quem nessa história?”, questiona. 

 

Orçada em R$ 76 milhões, sendo o Estado responsável por R$ 50 milhões e a Prefeitura com o restante do valor, a previsão de entrega era pra julho deste ano, mas os atrasos de repasses do Governo têm feito a obra seguir a passos lentos e com isso alterar a inauguração para abril de 2018, provavelmente no aniversário de 299 anos da Capital.

 

As obras começaram em 2015, após parceira entre o governador Pedro Taques (PSDB) e o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB).

 

O novo pronto-socorro de Cuiabá contará com 315 leitos, sendo 40 para Unidades de Terapia Intensiva (UTI), um Centro de Diagnósticos, um Centro Ambulatorial. (Com informações das assessorias)

 

 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia