Cuiabá, 25 de Julho de 2024

POLÍTICA Terça-feira, 17 de Dezembro de 2019, 10:43 - A | A

17 de Dezembro de 2019, 10h:43 - A | A

POLÍTICA / DÉFICIT DE R$ 100 MI

Wilson Santos diz ser a favor da Reforma da Previdência e critica os que são contra

Claryssa Amorim
Única News



O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) afirmou que é a favor da proposta do Governo do Estado em aumentar a alíquota de contribuição previdenciária dos servidores de Mato Grosso. Wilson Santos chegou a criticar a colega de parlamento, deputada Janaina Riva (MDB), por dizer que o projeto de Lei não vai ser aprovado.

A proposta do Governo é aumentar a alíquota de contribuição previdenciária, saltando de 11% para 14%. O governador Mauro Mendes (DEM) encaminhou o projeto de Lei à Assembleia e pretende que seja aprovado ainda este ano.

Para o deputado, o aumento já deveria ser feito há 30 anos e que, por isso, o Estado sempre termina o mês com déficit de pelo menos R$ 15 milhões.

Recentemente, Janaina Riva disse que a proposta não vai ser aprovada pelo Legislativo, pois muitos estão contra. No entanto, Wilson Santos rebateu, dizendo que ela está “equivocada”.

“Eu sou conhecido no plenário como adivinho. A deputada Janaina está equivocada. Conheço mais de plenário do que ela. A proposta do Governo vai ser aprovada e ainda esta semana ou, mais tardar, em janeiro. Mato Grosso não suporta mais esse absurdo”, declarou o parlamentar em entrevista à Rádio Capital FM, desta terça-feira (17).

Em contraponto, Wilson disse que propôs em emenda para que a contribuição seja descontada de acordo com a faixa salarial do servidor público. “Quem ganha mais, desconta mais. Quem ganha menos, desconta menos”.

Segundo a proposta do tucano, aqueles que recebem até R$ 3.608,50 mil ficarão isentos de contribuir com a previdência. Por outro lado, contribuirão com 11% na previdência estadual servidores com vencimentos mensais de R$ 3.608,51 mil até R$ 5.839,45 mil.

Já a contribuição de 14% será aplicada nos vencimentos de R$ 5.839,46 mil a R$ 15 mil.

A maior taxa de contribuição previdenciária corresponderá a 16% e será aplicada somente aos servidores públicos com vencimentos mensais superiores a R$ 15 mil.

De acordo com o Executivo, a aprovação da proposta ainda este ano é necessária para combater o déficit, que já chega a R$ 110 milhões.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia