Cuiabá, 17 de Fevereiro de 2020

POLÍTICA
Quinta-feira, 19 de Dezembro de 2019, 14h:09

PRESO POR TRÁFICO

Presidente da Câmara de VG vai aguardar informações para se manifestar sobre prisão de Jânio Calistro

Euziany Teodoro
Única News

Divulgação

O Presidente da Câmara de Várzea Grande, vereador Fábio Tardin, emitiu nota sobre a prisão do colega de parlamento, Jânio Calistro (PSD), por envolvimento com o tráfico de drogas em Várzea Grande. Calistro foi preso na manhã desta quinta-feira (19), durante a operação “Cleanup”, deflagrada pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), da Polícia Judiciária Civil.

O presidente esclarece que não tem conhecimento dos fatos que ensejaram a prisão do vereador, por este motivo não tem como se manifestar. “A fim de evitar qualquer atitude precipitada, por orientação da assessoria Jurídica da Casa de Leis, vai aguardar o desfecho do caso para posteriormente se manifestar oficialmente”, diz a nota.

Fábio Tardin ressalta que respeita o princípio do contraditório e da ampla defesa do vereador Jânio Calistro, mas, assim que os fatos forem esclarecidos, serão levados ao conhecimento da sociedade em respeito à transparência da Administração Pública.

“A investigação de crimes cometidos fora do recinto da Câmara e sem correlação com a instituição são de inteira responsabilidade, única e exclusiva do infrator, que estará sujeito ao sereno e rigoroso julgamento do Poder Judiciário. Cumpre-nos aguardar sermos oficiados para a análise jurídica de referida correlação com o exercício do mandato para o encaminhamento a Comissão de Ética Parlamentar adotar as providências legais”, afirma o presidente.

A operação

Jânio Calistro, que é policial civil aposentado, foi preso sob a acusação de comandar o tráfico de drogas em Várzea Grande. Na operação "Cleanup", policiais civis cumprem 56 mandados judiciais, entre prisão e busca e apreensão domiciliar.

Os 23 mandados de prisão e 33 de busca e apreensão, foram expedidos pela 3ª Vara Criminal de Várzea Grande, com objetivo de combater a ação de traficantes que atuam principalmente no município.

Segundo o delegado que comanda a operação, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, as investigações iniciaram, após uma denúncia anônima, em que a atuação de um extenso grupo de traficantes atuante em Várzea Grande.

O trabalho investigativo durou cerca de 70 dias e permitiu identificar diversas pessoas associadas ao tráfico, sendo realizadas as prisões em flagrante de seis pessoas e apreensão de grande quantidade de drogas em posse dos presos.

Cleanup, traduzindo para o português, significa Limpar/Limpeza, em alusão à limpeza da intensa criminalidade e violência em Várzea Grande.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE