Cuiabá, 13 de Julho de 2024

POLÍTICA Segunda-feira, 24 de Junho de 2024, 19:00 - A | A

24 de Junho de 2024, 19h:00 - A | A

POLÍTICA / "O IMPORTANTE É PARTICIPAR"

Russi garante PSB não deixará palanque de Botelho se União Brasil escolher vice de outra sigla

Fred Moraes
Única News



O presidente estadual do Partido Social Brasileiro em Mato Grosso (PSB), deputado estadual Max Russi, afirmou que sua sigla não fará pressão ao União Brasil para ficar com a vaga de vice-prefeito de Eduardo Botelho, na disputa pela Prefeitura de Cuiabá. O partido indicou o empresário Elson Ramos, dono de uma rede de restaurantes e casa de festa na capital de Mato Grosso.

Segundo Russi, o PSB não acredita que precisará deixar o arco, caso não seja escolhido pelo União, pois essa não é sua intenção majoritária. A agremiação garantiu continuar no arco de alianças, independente da decisão.

“Estamos conversando com o Botelho, já fizemos esse encaminhamento. Mas, é a coligação que irá definir isso lá nas convenções. O PSB apresentou um bom nome, capacitado e qualificado que caso seja escolhido ajudará tanto na campanha, quanto na gestão. Mas, tem outros nomes que estão sendo apresentados. Se for escolhido, se não for, estaremos na campanha da mesma forma”, disse o presidente.

Questionado sobre a forte disputa envolvendo a ocupação de vice no palanque de Botelho, Max disse que é normal, pois o período que antecede as convenções partidárias chegou e todas as siglas interessadas devem fazer suas apostas. 

“Todos os partidos estão colocando os nomes, é natural isso. É o momento, cada partido apresenta o seu. Ali na frente, o candidato a prefeito se reúne com os partidos e escolhem o melhor nome. O PSB seguirá com o mesmo nome até as convenções. O importante é pensar na capital e um projeto maior”, finaliza. 

PRESSÃO

Dois partidos estão degladiando para tentar impor o vice de Botelho, o Republicanos e o Partido da Revolução Democrática (PRD). O primeiro partido tenta emplacar a vereadora por Cuiabá, Maysa Leão, enquanto a segunda indica o ex-secretário adjunto de Turismo, Felipe Welatton.

O Republicanos, por meio de algumas lideranças políticas, como o deputado estadual da sigla, Diego Guimarães, chegou a ameaçar deixar o arco de alianças caso não sejam escolhidos.

 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia