Cuiabá, 19 de Maio de 2024

VARIEDADES Quinta-feira, 24 de Agosto de 2017, 10:29 - A | A

24 de Agosto de 2017, 10h:29 - A | A

VARIEDADES / TEMPOS DIFÍCEIS

Xuxa explica fim de fundação após 28 anos

Purepeople



(Foto: Divulgação)

AAqDBGV.jpg

 

Xuxa Meneghel confirmou o fim de sua fundação filantrópica que ajuda crianças carentes, no Rio de Janeiro, desde 1989. Em entrevista ao apresentador Amaury Jr., a loira, montando empresa para alavancar a carreira de Sasha na moda, explicou porque terá que fechar as portas. "Tenho ajuda de poucos amigos. Cada criança custa R$ 11 por dia, R$ 330 por mês, R$ 3300 por ano, pra mim. São R$ 1,8 milhões anualmente. As coisas estão bastante difíceis", argumentou ela, se confundindo na matemática.

 

"Quando a crise aperta, a primeira coisa que as pessoas deixam de fazer é a filantropia, né?", ironizou a artista. Com os custos muito altos, a apresentadora do "Dancing Brasil" - programa no qual desclassificou Theo Becker após lesão no joelho -, confirmou que a decisão foi tomada há três anos. "Se eu não conseguisse fazer com que ela se auto sustentasse, a gente ia fechar. Já estou vendo quais são os trâmites", disse. Em sua primeira declaração sobre o assunto, a namorada de Junno Andrade, por quem se derreteu em um clique aos 26 anos, já havia lamentado a situação: "O Brasil tá em crise e eu não tô conseguindo levar a FXM sozinha, dói muito mas é verdade, vai ser o último ano. Eu não quero, mas está difícil, crise, TV não é mais a mesma. É muito pesado, não dá".

 

Em entrevista ao "Legendários", programa comandado pelo apresentador Marcos Mion , a eterna "Rainha dos Baixinhos" alegou saudades de fazer programas infantis. "Sinto muita falta. Morro de saudade, do cheiro, da voz. Eu gostava mais nos intervalos porque não tinha câmera gravando e eu podia ficar brincando de verdade. Na Argentina, então, entravam vários bebês, que coisa cheirosa e gostosa. Nos intervalos era bom, na hora de gravar eu tinha que seguir roteiro. Quando terminava eu pedia as mães para ficar mais um pouco para eu poder brincar. Era bom porque a câmera não precisava pegar", contou.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia