Cuiabá, 29 de Maio de 2024

VOLTA AO MUNDO Segunda-feira, 06 de Novembro de 2017, 11:19 - A | A

06 de Novembro de 2017, 11h:19 - A | A

VOLTA AO MUNDO / EUA

Tiroteio em igreja no Texas deixa pelo menos 26 mortos e fere 20

BBC



(foto:AP PHOTO/DANIELE BENNATI

_93106145_036992605.jpg

 

Ao menos 26 pessoas foram mortas e outras 20 ficaram feridas neste domingo, após um atirador portando um rifle disparar contra fiéis em uma igreja no Texas, nos Estados Unidos, durante um culto.

 

O ataque ocorreu na Primeira Igreja Batista de Sutherland Springs, no condado de Wilson, a 48 Km de distância da cidade de San Antonio, no Texas. As idades das vítimas variam entre 5 e 72 anos. Do total, 23 foram mortas dentro da própria igreja e duas do lado de fora. Uma delas morreu a caminho do hospital.

 

É o maior tiroteio em massa da história moderna do Texas, segundo o governador local, Greg Abbott.

 

O presidente americano, Donald Trump, que está em viagem no Japão, classificou o ataque como "horrendo", "um ato maligno". E disse que o ocorrido não tem relação com a questão do porte de armas no país, mas com um "problema de saúde mental".

 

Em um primeiro momento, as autoridades do Texas disseram que havia 27 mortos, confirmando depois o número de 26.

 

O suspeito de ser o atirador foi encontrado morto dentro do próprio carro, a quilômetros de distância do local, e ainda não se sabe como ele morreu.

 

Sob condição de anonimato, policiais envolvidos na investigação disseram aos jornais "The New York Times" e "Washington Post" que o suspeito foi identificado como Devin Patrick Kelley, de 26 anos, que integrou a Força Aérea americana entre 2010 e 2014.

 

Em 2012, por conta de acusações de agressão contra sua mulher e seu filho, Kelley foi julgado em tribunal militar e condenado a 12 meses. Segundo o porta-voz da Força Aérea Americana, ele foi dispensado da instituição em 2014 por mau comportamento.

 

Vítimas

 

Segundo testemunhas, o atirador, todo vestido de preto e com um colete à prova de balas, saiu de um posto de gasolina próximo à igreja, por volta de 11h20 (15h20 em Brasília), atravessou a rua e começou a atirar ainda do lado de fora da igreja. Ele estava armado com um rifle AR-15.

 

Entre as pessoas assassinadas estavam uma mulher grávida e a filha de 14 anos do pastor da igreja, Frank Pomeroy -- ele estava em viagem com a mulher, Sherry.

 

A lista com todos os nomes das vítimas ainda não foi divulgada pelas autoridades.

 

Quando o suspeito deixou a igreja, foi perseguido por homens da vizinhança e chegou a bater seu carro, informou a polícia local. Por isso não se sabe se ele se matou ou foi morto durante essa perseguição.

 

O condado de Sutherland Springs, com cerca de 400 habitantes - o censo de 200 falava em 362 -, não possui nem semáforo. Tem um correio, um posto de gasolina e algumas lojas de conveniência.

 

Os feridos foram levados para hospitais da região.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia