Cuiabá, 15 de Junho de 2024

CIDADES Terça-feira, 14 de Maio de 2024, 11:25 - A | A

14 de Maio de 2024, 11h:25 - A | A

CIDADES / MEDIDA SOLIDÁRIA

Enchentes no RS fazem Cuiabá e outros 10 clubes pedirem paralisação temporária do Brasileirão

Equipes pediram a paralisação por solidariedade e justiça aos clubes gaúchos na competição, afetados pelas enchentes no Estado.

Ari Miranda
Única News



O Cuiabá Esporte Clube e mais 10 clubes que integram a Liga Forte União (LFU), divulgaram nesta segunda-feira (13) um comunicado, solicitando à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) a paralisação imediata do Campeonato Brasileiro de 2024, devido à catástrofe provocada pelas chuvas no Rio Grande do Sul.

Por unanimidade, as 11 equipes pediram que a competição seja suspensa temporariamente até 31 de maio de 2024, como medida “humanitária” e de “justiça” ao estado, que tem 3 representantes na série A da competição: Grêmio e Internacional, da capital, Porto Alegre; e o Juventude, da cidade de Caxias do Sul, interior do estado.

“Nesta segunda-feira, todos os clubes da Liga Forte União na Série A se posicionaram perante o ofício enviado pela Confederação Brasileira de Futebol. De forma unânime e em bloco, todos são a favor da paralisação imediata do Campeonato Brasileiro até a data de 31 de maio de 2024. A paralisação se faz necessária como medida humanitária, consensual e de justiça de competição”, disse em nota, nas redes sociais.

Além do Dourado, a Liga Forte União é composta pelos clubes Athletico (PR), Atlético (GO), Criciúma, Cruzeiro (MG), Botafogo, Fluminense, Vasco, Fortaleza e também os gaúchos Internacional e Juventude.

Por outro lado, os clubes da outra agremiação, a Liga do Futebol Brasileiro (Libra), com exceção do Atlético (MG), Flamengo e Palmeiras, defendem a continuidade da competição.

Diante da solicitação, a CBF marcou uma reunião para o dia 27 deste mês, para tratar do assunto com os representantes de todos os clubes da 1a divisão do campeonato.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia