Cuiabá, 19 de Maio de 2024

CIDADES Sexta-feira, 15 de Setembro de 2017, 14:47 - A | A

15 de Setembro de 2017, 14h:47 - A | A

CIDADES / ESQUEMA

Frigoríficos da JBS em MT suspenderam abate após prisão de delator

Da Redação



(Foto: Reprodução)

JBS.jpg

 

Cerca de onze frigoríficas da JBS em Mato Grosso suspenderam o abate de gado após a prisão de Wesley Batista, um dos donos do grupo J&F. Wesley e o irmão dele, Joesley Batista, firmaram acordo com o Ministério Público Federal (MPF) e delataram um esquema de corrupção envolvendo políticos e autoridades.

 

Wesley Batista foi preso na quarta-feira (13), suspeito de usar informações privilegiadas para lucrar no mercado financeiro entre abril e maio deste ano, período em que foram divulgadas as informações relacionadas ao acordo de delação.

 

Já Joesley está preso desde o domingo (10), diante de indícios de omitir informações em depoimentos à PGR após delação. O pedido de prisão dele foi acolhido pelo relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, o qual avaliou que a omissão dele pode levar à anulação do acordo que lhe garante benefícios.

 

O Sindicato das Indústrias Frigoríficas de Mato Grosso (Sindifrigo-MT) informou que não foi comunicado oficialmente pelo grupo frigorífico. A Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) também não se manifestou. A própria JBS não se manifestou.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia