Cuiabá, 16 de Junho de 2024

CIDADES Segunda-feira, 29 de Abril de 2024, 11:46 - A | A

29 de Abril de 2024, 11h:46 - A | A

CIDADES / MAUS-TRATOS

Mãe denuncia creche de Cuiabá após bebê de 1 ano voltar para casa com vários hematomas

Karine Campos
Única News



Uma bebê de apenas 1 ano e dois meses pode ter sido vítima de maus-tratos, segundo uma denúncia feita na sexta-feira (26). O caso foi registrado no Centro Educacional Infantil Cuiabano (CEIC) Rosângela Campos, localizado no Bairro Pedregal, em Cuiabá.

Angelita Novaes, mãe da criança, procurou a polícia para realizar a denúncia, após a filha chegar em casa com vários hematomas nas costas.

De acordo com Angelita, ela buscou a menina na tarde de sexta-feira (26) e, ao chegar em casa, percebeu os hematomas nas costas da filha. Segundo ela, essa não seria a primeira vez que isso acontece.

A mãe chegou a tirar fotos das costas da bebê e enviar para a diretora da creche, que não soube explicar o que havia ocorrido com a menina.

Essa é a segunda denúncia de maus-tratos em creches apenas no mês de abril.

Outro caso de maus-tratos que gerou comoção nacional é o do bebê Vicente Camargo, de apenas 5 meses, que morreu em um berçário de Várzea Grande.

Segundo a cuidadora do local, Vicente foi encontrado inconsciente e com a pele roxa durante a troca de fralda. Uma equipe da creche teria tentado reanimar o bebê, porém sucesso, momento em que levaram a criança até o Hospital Santa Rita, onde o óbito foi confirmado.

Durante as investigações, a Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec) descartou a hipótese de morte por engasgo ou vômito, como a direção do berçário alegou, e confirmou que Vicente morreu de traumatismo craniano por instrumento contundente, dentro do ambiente da creche. O caso segue sob investigação.

Outro lado

A Secretaria Municipal de Educação tomou conhecimento do fato neste domingo. Uma equipe da Coordenadoria Técnica de Ensino será deslocada até a unidade, no primeiro horário desta segunda-feira (29) para apurar os fatos e as responsabilidades.

Assessoras da Secretaria Municipal de Educação já entraram em contato com a mãe da criança a fim de garantir que tudo será apurado.

A Secretaria Municipal de Educação reitera que não tolera qualquer tipo de violência contra crianças e tomará todas as providências administrativas cabíveis.

 

 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia