Cuiabá, 21 de Julho de 2024

NOTÍCIAS Terça-feira, 15 de Novembro de 2016, 14:49 - A | A

15 de Novembro de 2016, 14h:49 - A | A

NOTÍCIAS / PEDE AJUDA

Grávida que teve corpo queimado ao salvar filhos em Cuiabá pede doações

Josiane Rosa, de 25 anos, teve 60% do corpo queimado após salvar os filhos. A filha, que deve nascer em dezembro, foi diagnosticada com hidrocefalia.

Do G1 MT



Josiane Rosa, de 25 anos, ficou gravemente ferida ao salvar filhos de incêndio (Foto: Arquivo pessoal)
Josiane Rosa, de 25 anos, ficou gravemente ferida ao salvar filhos de incêndio (Foto: Arquivo pessoal)
 

Grávida de quase nove meses, Josiane Marcolino da Rosa Silva, de 25 anos, deve dar à luz em breve. Em agosto deste ano, ela foi internada com 60% do corpo queimado após salvar dois dos outros três filhos de um incêndio na quitinete onde morava, no bairro Canjica, em Cuiabá. Recentemente, a filha Emanuele, que deve nascer em dezembro, foi diagnosticada com hidrocefalia e vai precisar de cuidados especiais. A família de Josiane enfrenta dificuldades financeiras e precisa de ajuda.



O incêndio começou quando a jovem dormia com dois dos três filhos em casa. Ela acordou com o local já em chamas. Desesperada, ela correu para salvar as crianças – um menino de seis e uma menina de um ano e três meses de idade.

 

Grávida, Josiane Rosa, de 25 anos, salvou dois filhos de incêndio (Foto: Josiane Rosa/Arquivo Pessoal)
Josiane Rosa se recupera das queimaduras
(Foto: Josiane Rosa/Arquivo Pessoal)
 

O garoto teve uma queimadura na orelha e, a filha, uma queimadura no braço. A mãe acabou salva por um vizinho. “Ela protegeu os dois, por isso queimou muito. Porque ela cobriu o menino, abraçou a neném e deitou em cima da neném, para não queimá-la. Por isso queimou bastante”, relatou a irmã, Débora Gamarra.

 

Hoje, ela diz que tenta se recuperar do trauma e se prepara para dar à luz. “Diariamente a cena do que aconteceu passa na minha cabeça, não tem como esquecer. Ainda mais com a marcas que ficaram no meu corpo”, disse.



Segundo Josiane, recentemente a filha, que deve nascer em dezembro, foi diagnosticada com hidrocefalia. “Os médicos só viram agora depois de fazer um exame”, contou, explicando que a menina precisará ingerir leite especial. “Preciso de roupa para ela, artigo de bebê. No entanto, o fundamental é o leite que ela vai precisar.

 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia