Cuiabá, 19 de Maio de 2024

POLÍCIA Segunda-feira, 30 de Outubro de 2017, 10:28 - A | A

30 de Outubro de 2017, 10h:28 - A | A

POLÍCIA / OPERAÇÃO BURACO

Cuiabá entra na mira da PF por desvios de recursos em estradas federais

Da Redação



(Foto: Divulgação)

AAtKUVD.jpg

 

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta segunda (30), uma operação para investigar desvios de recursos públicos no âmbito do Departamento de Estradas e Rodagens do Acre (DERACRE), e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, DNIT do estado de Rondônia.

 

Os recursos federais investigados eram destinados à construção, pavimentação, conservação e recuperação de rodovias federais, além da abertura, melhoramento ou recuperação de ramais. Estima-se que o prejuízo possa chegar ao montante de R$ 700 milhões.

 

De acordo com a Polícia Federal, a operação Buracos cumpre 23 mandados de condução coercitiva e 26 de busca nos municípios de Rio Branco (AC), Porto Velho (RO), Pimenta Bueno (RO), Ji-Paraná (RO), Cuiabá (MT), Araraquara (SP).

 

O esquema investigado envolve servidores do Departamento Estadual de Estradas e Rodagens do Acre (DERACRE), do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/RO), além de empresários. Os valores eram pagos por serviços não executados e materiais que nunca seriam entregues. O grupo também se utilizava de funcionários fantasmas.

 

Três servidores do DNIT/RO foram afastados de seus cargos por suspeita de envolvimento com os crimes investigados. São investigados os crimes de peculato, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

 

Participam da operação o Ministério Público Federal, da Controladoria-Geral da União, do Tribunal de Contas da União e da Receita Federal. O nome da operação faz referência a uma assertiva de que “no estado do Acre, buracos dão lucros para poucos!”.  (O Estadão)

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3