Cuiabá, 26 de Setembro de 2020

POLÍCIA
Domingo, 09 de Agosto de 2020, 10h:03

PRESO EM FLAGRANTE

Defesa de armas e tortura: conheça o homem que tentou atacar prefeito com machado

Euziany Teodoro
Única News

Reprodução/Facebook

Uma ocorrência criminal na noite de sábado (8) chamou a atenção não só no quesito segurança pública, mas também no quesito político. Um homem de 28 anos, identificado como Gustavo Lima Franco, atacou o segurança da sub-prefeitura de Cuiabá na Região Leste, no bairro Jardim das Américas e, depois, foi à casa do prefeito Emanuel Pinheiro, no mesmo bairro, "para se acertar com ele", como consta no boletim de ocorrência.

Nas redes sociais, Gustavo é polêmico. Defende, por exemplo, em 22 de abril deste ano, que políticos corruptos sejam torturados e que haja excludente de ilicitude (uma espécie de imunidade) para as pessoas que "fizerem justiça com as próprias mãos" (veja abaixo).

Reprodução/Facebook

Gustavo Lima Franco excludente de ilicitude

 

Em outro post, de 18 de abril, sugere "juntar uma galera e amarrar um corrupto. Aí pegasse uma faquinha de serra. Começasse a fazer movimentos constantes de corte no pescoço (..) E anotasse o tempo que ele se mantém sem gritar".

Reprodução/Facebook

Gustavo Lima Franco tortura

 

Nas publicações, percebe-se claramente sua oposição a Pinheiro, que considera corrupto, pelo episódio em que o político aparece recebendo dinheiro, quando ainda era deputado estadual. Segundo testemunha do então governo de Silval Barbosa, o dinheiro era referente a pesquisa eleitoral realizada pelo instituto de seu irmão, Marcopolo Pinheiro.

Ele, inclusive, tem várias publicações e fotos com vereadores da oposição, como Abílio Jr e Felipe Wellaton, ambos pré-candidatos à Prefeitura de Cuiabá este ano.

Reprodução/Facebook

Gustavo Lima Franco e Felipe Wellaton

 

Em uma outra publicação, ofende a população cuiabana em geral, dizendo que "são no mínimo frouxos com sangue de barata, que esse prefeito poderia até esfregar o p... na cara deles e que eles não iriam reagir". Veja:

Reprodução/Facebook

Gustavo Lima Franco cuiabanos

 

Ele também defende o uso de armas brancas, como o machado que estava usando ao fazer os ataques de sábado à noite.

Reprodução/Facebook

Gustavo Lima Franco facas

 

Reprodução/Facebook

Gustavo Lima Franco machados

 

Até o fechamento desta matéria, as publicações ainda estavam disponíveis no Facebook.

Em nota, o prefeito Emanuel Pinheiro disse ser contra qualquer tipo de violência, especialmente por motivações políticas.

"O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, repudia atos de violência e que contrariem a liberdade de expressão e divergências políticas. O chefe do executivo reforça sua confiança nas autoridades policiais para apuração dos fatos para que se identifique a autoria dos atos que afrontam a democracia, sua família e sua segurança."

Veja a íntegra da narrativa do Boletim de ocorrência registrado na Polícia Militar:

FATO: 08/08/2020 às 20:05
Sub prefeitura Regional Leste/Jardim das Américas/Cuiabá

Suspeito: G.L.F., Homem de 28 anos
Apreensão: um Machado
Narrativa:

A guarnição da viatura foi acionada via ciosp para atender uma ocorrência de discussão no endereço supracitado. No local foi feito contato com a vítima, a qual informa que é vigilante da subprefeitura de Cuiabá, ao chegar para trabalhar deparou com o suspeito chutando a porta do local onde trabalha, ficando a porta amassada, assim, ao questioná-lo, foi agredido com socos e pontapés. Após isso o suspeito que estava em posse de um machado desferiu um golpe acertando o capacete de moto que estava usando, e em seguida correu para pedir ajudar, neste momento o suspeito quebrou o retrovisor de sua moto e disse que iria na casa do prefeito. Diante das informações a gu pm iniciou diligências e teve êxito de localizar o suspeito com uma mochila com um machado já próximo da casa do prefeito. Ao proceder a abordagem, este se recusou a obedecer as ordens de parada, dizendo que estava indo na casa do prefeito para acertar com ele, ao proceder o contato físico com ele, este veio a resistir fisicamente, sendo necessário o uso de força física moderada para contê-lo e algemá-lo. Perante aos fatos a vítima e o suspeito encaminhados à central de flagrantes, para demais providências cabíveis, sendo o suspeito entregue sem lesões corporais e com uso de algemas.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE