Cuiabá, 19 de Maio de 2024

POLÍCIA Sábado, 09 de Setembro de 2017, 11:43 - A | A

09 de Setembro de 2017, 11h:43 - A | A

POLÍCIA / MUNDO CÃO

Em Cuiabá homem é morto a pauladas; no interior 4 são presos por decapitar rapaz

Kryslaine Souza



(Foto: Internet)

 

Na madrugada desse sábado (9), no bairro Jardim Industriário, em Cuiabá, um homem de aproximadamente 46 anos foi assassinado a pauladas. O corpo foi encontrado por moradores de manhã. A vítima foi identificada como Acendino da Silva.

 

A PM foi acionada, mas quando chegou ao local o homem já estava morto. 

Segundo informações, Acendino morava sozinho, mas tinha três filhos que vivem com a mãe. Ainda não há identificação do suspeito de ter cometido o crime.

 

A equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foram acionadas para os trabalhos de pericia e investigação

 

 

Violência em Aripuanã

 

Foram presos pelos homicídio triplamente qualificado de um jovem de 18 anos, na cidade de Aripuanã (1002 km a Noroeste de Cuiabá), dois  homens e duas mulheres.

 

O jovem Welliton Aparecido dos Santos, teve a cabeça decapitada. O corpo da vítima foi localizado no dia 26 de agosto, em um terreno baldio, a 50 metros da casa de um dos envolvidos. As prisões foram efetuadas pela Polícia Judiciária Civil ocorreram nos dias 4, 5 e 6 desta semana.

 

A investigação da Delegacia de Aripuanã, com assessoramento da Diretoria de Inteligência, chegou aos suspeitos Jeferson Ferreira dos Santos, 23 anos, conhecido por "Careca", apontado como líder do grupo criminoso que executou a vítima, juntamente com Leidiane Costa Nogueira, 21 anos, alcunha "Morgana ou Wap", Ricardo Vicente de Abreu, 18, o "Louco Abreu", e Rosimeire Rodrigues dos Santos, 27, a "Meire".

 

Segundo investigações, Morgana, a mando do companheiro Jeferson, se mostrou interessada em manter relações sexuais, atraiu a vítima até sua casa na noite de sábado, 26 de agosto. Acreditando, o jovem foi até o local e acabou surpreendido por Jeferson, Ricardo e Rosimeire.

 

A vítima teve os pés e mãos amarrados com um pedaço de pano e na sequência sofreu diversos socos e pontapés no rosto. Com um instrumento cortante, os criminosos deceparam a cabeça. Todos foram indiciados por homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver e organização criminosa, no crime motivado por um desentendimento entre criminosos. (Com informações da assessoria da PJC)

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3