Cuiabá, 24 de Janeiro de 2021

POLÍCIA
Quinta-feira, 05 de Novembro de 2020, 16h:05

'SOU RACISTA MESMO'

Mulher se recusa a ser revistada por policial negra e acaba presa

Elloise Guedes
Única News

(Foto: Reprodução)

Uma mulher de 28 anos, que teve o nome preservado pela polícia, foi presa em flagrante por injúria mediante preconceito depois de se recusar a ser revistada por uma policial militar negra dentro de um ônibus, em Cuiabá. O episódio de racismo aconteceu na terça-feira (3), no bairro Porto.

De acordo com o boletim de ocorrência, antes a suspeita tinha agredido o motorista de um ônibus, porque não tinha conseguido passar na catraca por estar com o cartão sem crédito. Furiosa, ela deu um tapa no rosto do trabalhador, que não revidou, mas acionou a Polícia Militar.

Após ser agredido, o motorista do transporte coletivo parou o veículo na Avenida XV de Novembro, para aguardar a chegada da PM. O motorista foi com a mulher até o 1º Batalhão da Polícia Militar e relatou o fato.

Uma sargento foi chamada para revistar a passageira, mas ela se recusou: "Você não vai tocar em mim". Questionada sobre o motivo da negativa, a mulher respondeu: "Por causa da sua cor".

Imediatamente, a mulher recebeu voz de prisão e foi levada com as duas vítimas até a Central de Flagrantes. No local, a mulher ainda afirmou aos policiais: "Sou racista mesmo".

O boletim foi registrado e a suspeita deve responder por injúria mediante preconceito.

A Polícia Militar emitiu nota de repúdio após o ataque racista. Veja:

Nota de repúdio

A respeito da ocorrência atendida pela Polícia Militar na tarde de terça- feira (03.11), na XV de Novembro, no bairro Porto, em Cuiabá, referente a abordagem policial a uma senhora que se recusou a pagar a passagem e agrediu o motorista de ônibus, a Policia Militar, por meio do 1 ° Comando Regional vem a público informar que repudia veementemente toda e qualquer atitude de viés racista e discriminatória contra qualquer pessoa e também contra seus componentes. A instituição trabalha para que seus policiais sejam capacitados a atuar de maneira legal, respeitosa e humana com todos e agir com rigor necessário contra ações dessa natureza que infelizmente ainda se pode testemunhar.

Atenciosamente,

Polícia Militar de Mato Grosso.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE