Cuiabá, 21 de Julho de 2024

POLÍCIA Quinta-feira, 17 de Fevereiro de 2022, 13:55 - A | A

17 de Fevereiro de 2022, 13h:55 - A | A

POLÍCIA / IGREJA OFERECE AUXÍLIO ESPIRITUAL

Padre que estuprou menores chora durante depoimento e pede afastamento da paróquia

Mayara Campos
Única News



O padre Nelson Koch, 54 anos, que foi preso pelos crimes de estupro, estupro de vulnerável e importunação sexual, chegou chorando na Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e do Idoso de Sinop (a 482 km de Cuiabá) e afirmou que deixaria de ser padre para preservar a igreja. Em nota à imprensa, o bispo Dom Canísio Klaus, da Diocese Sagrado Coração de Jesus, informou que tomou conhecimento da denúncia no domingo (14), e que imediatamente, o padre pediu o afastamento do cargo.

Nelson Koch afirmou que tudo que ele fez foi consentido pelas vítimas, durante uma entrevista preliminar, durante o trajeto de sua casa para a Delegacia.

“[O padre diz] que todos os relacionamentos que teve com esses adolescentes teriam sido consentidos e que eles até pediam. A gente lamenta, mas é muito comum. Na verdade, isso tem sido muito comum com os sacerdotes”, disse o delegado responsável pela investigação, Pablo Bonifácio Carneiro,

Além da prisão do padre, a Policia Civil também cumpriu um mandado de busca e apreensão na chácara onde o suspeito mora. No local, foram apreendidos celulares e computadores para verificar se há armazenamento de pornografia infantil. Segundo a equipe, um dos celulares estava formatado.

“As pessoas que sofreram, que foram abusados por esse cidadão, seja na igreja, seja na residência particular dele, se apresentem, pois é necessário ter uma punição mais severa para esses casos”, pontuou o delegado, afirmando que apenas duas vítimas se identificaram até o momento.

“Entrevistamos pessoas que frequentavam a igreja e dois desses adolescentes narraram abusos que começaram com passar as mãos nas nádegas, nos órgãos genitais, esse tipo de coisa. Uma das vítimas teria gravado o padre levando ela para um banheiro dentro do quarto paroquial”, complementou.

O bispo Dom Canísio disse em nota que ouviu o padre, que se mostrou “muito triste” e imediatamente pediu o afastamento do cargo, colocando-se à disposição para ser ouvido.

“O padre tendo conhecimento da denúncia, muito triste, disse não ter interesse em constranger a igreja e o bispo, por isso de imediato pediu afastamento do cargo e dos ofícios da paróquia”, diz trecho da nota.

O bispo concedeu o afastamento, configurando a saída de Nelson Koch da paróquia. Outros religiosos foram nomeados para assumir a função dele.

“Aos envolvidos no fato, ofereceu-lhe solidariedade, o auxílio espiritual e psicológico. Ao padre Nelson Koch concedeu-lhe acolhida, solidariedade e apoio. Ao Povo de Deus, desta paróquia e da Diocese, peço compreensão, orações, solidariedade e misericórdia. Que a luz do Espírito Santo ilumine a nossa Igreja nesse momento difícil para um discernimento verdadeiro e justo para todos", finaliza a nota.

Veja a nota na íntegra abaixo. 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Anexos