Cuiabá, 25 de Novembro de 2020

POLÍCIA
Quarta-feira, 21 de Outubro de 2020, 17h:09

APONTA ANUÁRIO

Registros de casos de violência doméstica nas delegacias caem durante a pandemia

Elloise Guedes
Única News

Durante a pandemia do novo coronavírus, o número de registros nas delegacias de violência doméstica caiu em 2020. De acordo com o Anuário Brasileiro da Segurança Pública deste ano, houve uma queda de 10% no primeiro semestre, em todo Brasil.

Em Mato Grosso, os números de registros de casos de violência contra a mulher caíram 35% no primeiro semestre. Os dados levam em conta a comparação deste ano (1.402 casos) com o mesmo período do ano passado (2.170).

Nestes números, levantados pela Superintendência do Observatório de Violência da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), estão incluídas as 23 principais naturezas criminais praticadas contra mulheres, como ameaça, homicídio doloso e assédio sexual, por exemplo.

Conforme a explicação do anuário, a baixa procura por registro de ocorrência contra os agressores é por conta da presença mais intensa do agressor nos lares. Isso constrange a mulher a realizar uma ligação telefônica ou mesmo de dirigir-se às autoridades competentes para comunicar o ocorrido.

Assim, a diminuição de algumas ocorrências neste período representa um menor registro nos casos de violência contra a mulher e mais as dificuldades e obstáculos que as mulheres encontraram na pandemia para denunciar a situação de abuso a que estão submetidas.

Outro fator é a instabilidade sofrida no período pelos serviços de proteção, com diminuição do número de servidores e horários de atendimento e aumento das demandas. Esses fatores foram confirmados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Procure ajuda

Mato Grosso oferece várias unidades especializadas em atendimento à mulher. Foram disponibilizados também o botão do pânico, dispositivo de monitoramento disponibilizado às vítimas de violência doméstica, é oferecido pelo Estado desde 2014, mediante decisão judicial.

Atualmente, 81 vítimas utilizam o aparelho e a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) por meio da Adjunta de Administração Penitenciária, tem à disposição da Justiça quase mil equipamentos.

As denúncias de violência contra a mulher podem ser registradas pelos disques-denúncia 190, 197, 180 e 181. Além disso, o registro pode ser feito nas delegacias espalhadas pelo estado.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE