Cuiabá, 29 de Maio de 2024

POLÍCIA Sexta-feira, 12 de Maio de 2017, 09:57 - A | A

12 de Maio de 2017, 09h:57 - A | A

POLÍCIA / RECEBIMENTO DE PROPINA

Servidores são afastados de cargos sem descontos salariais

Wellyngton Souza / Única News



sefaz-mt (1).jpg

 

Três agentes de tributos estaduais foram afastados dos cargos, conforme portaria divulgada no Diário Oficial do Estado, que circula desta quinta (11).

 

André Neves Fantoni, Alfredo Menezes de Mattos Junior e Farley Coelho Moutinho são suspeitos de receberem R$ 1,8 milhão para beneficiar a empresa Caramuru Alimentos S/A, a partir da redução de uma multa, e foram presos na semana passada durante a Operação Zaqueus, da Delegacia Fazendária.

 

A autuação que era de R$ 65,9 milhões baixou para R$ 315 mil, de acordo com as investigações da Polícia Civil. Para reduzir o valor da multa, os agentes teriam supostamente recebido propina.

 

O afastamento, por 60 dias, visa impedir eventual interferência dos servidores nas investigações sobre a irregular redução de valores de autuação tributária à empresa Caramuru em troca do suposto recebimento de vantagens indevidas.

 

Durante os 60 dias, o servidor solto e os que eventualmente forem colocados em liberdade no período deverão cumprir integralmente o horário de trabalho na Escola de Governo, sem prejuízo da remuneração do cargo, conforme prevê a legislação. Entretanto, no período do cumprimento da prisão preventiva, a remuneração será descontada em 1/3 (um terço).

 

Um agente foi preso em Cuiabá e outros dois no Rio de Janeiro, com o apoio da Delegacia de Repressão as Ações de Crimes Organizados (Draco-RJ).

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3