Cuiabá, 29 de Maio de 2024

POLÍTICA Terça-feira, 14 de Março de 2017, 19:00 - A | A

14 de Março de 2017, 19h:00 - A | A

POLÍTICA / SEM DESAFORO

Juíza da "bronca" em João Emanuel durante oitiva da Castelo de Areia

Por Suelen Alencar /Única News



JUI2.png

 

O ex-vereador João Emanuel levou uma “bronca” da juíza Selma Arruda, da 7ª Vara Contra o Crime Organizado da Capital, durante o interrogatório na tarde desta terça-feira (14), decorrente das investigações da Operação Castelo de Areia.

 

Segundo informações repassadas ao site Única News,  o ex-presidente da Câmara municipal de vereadores acusou o presidente da Soy Group, Walter Dias Magalhães Júnior, de ter enganado a magistrada quando afirmou que havia um atentado contra ela. Após afirmar que o empresário foi "mentiroso" ao dizer tal coisa, continuou e lembrou o caso da magistrada com o seu pai , o juiz aposentado Irênio Lima - também réu da ação - . João Emanuel disse que seu pai auxiliou a juíza em um processo de acusação de nepotismo.                 

 

"Estou falando que ele [Walter] é tão leviano que ele chegou a dizer isso. Nesse mesmo fato ele falou também que ela e o marido dela, não sei, foi auxiliada pelo meu pai em um processo de nepotismo".

 

Após essa fala, a juíza rebateu o ex-parlamentar. "O senhor se mantenha em silêncio para que o senhor não falte o respeito comigo. Porque eu nunca tive processo de nepotismo", rebateu a juíza.

 

João ainda disse que a toga precisa voltar a servir a justiça. “Esse período de recessão vai passar e espero que a toga não sirva de trampolim politico. Gostaria que a toga sirvisse para fazer Justiça".

 

 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia