Cuiabá, 27 de Setembro de 2020

POLÍTICA MT
Sexta-feira, 07 de Agosto de 2020, 11h:54

INVESTIGAÇÃO FEDERAL

MPF instaura inquérito para investigar desvios na Caravana da Transformação

Claryssa Amorim
Única News

(Foto: Reprodução)

O Ministério Público Federal (MPF) instaurou inquérito para investigar desvios durante o programa da Caravana da Transformação, da gestão do ex-governador Pedro Taques. Segundo o órgão federal, há suspeitas de desvios de recursos no pagamento de diagnósticos e cirurgias em pacientes com catarata.

O programa já é alvo de investigação do Ministério Público do Estado em Mato Grosso (MP). O inquérito foi assinado e publicado nesta sexta-feira (7) pela procuradora da República, Ariella Barbosa Lima. O processo tem o montante estimado, caso comprovada irregularidade, de R$ 13 milhões.

Segundo o MPF, o governo permitia o pagamento de cirurgias em pacientes que, muitas vezes, não tinham necessidade de se submeter ao processo.

O contrato firmado entre o Governo do Estado, por meio do Fundo Estadual de Saúde da SES e a empresa 20/20, foi para prestação de serviços oftalmológicos clínicos e cirúrgicos em várias cidades de Mato Grosso.

Tudo começou quando a Caravana da Transformação foi alvo da operação Catarata, deflagrada no dia 3 de setembro de 2018. Em seguida, o MP ofereceu denúncia contra o Governo de Mato Grosso, Secretaria Estadual de Saúde (SES), o Fundo Estadual de Saúde, a empresa responsável pelas cirurgias, a 20/20 Serviços Médicos S/S, e o ex-secretário de Saúde, Luiz Soares.

A denúncia é por fraudes nos pagamentos de serviços na Caravana da Transformação. Eles estão sendo investigados por ato de improbidade administrativa e danos ao erário por esquema na execução dos contratos.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE