Cuiabá, 25 de Janeiro de 2021

POLÍTICA MT
Quinta-feira, 26 de Novembro de 2020, 11h:13

SEGUNDO TURNO

Pinheiro diz que Abilio não tem propostas e é o ‘rei das fake news’

Claryssa Amorim
Única News

(Foto: Roger Perison| Única News)

O prefeito de Cuiabá e candidato à reeleição, Emanuel Pinheiro (MDB), disparou críticas ao seu adversário nesse segundo turno, Abilio Junior (Podemos), durante entrevista à TV Única nesta quinta-feira (26), e disse que seu adversário só conseguiu o “primeiro emprego” há quatro anos, como vereador. Para Pinheiro, Abilio é “despreparado” para administrar uma cidade, por não ter conhecimento em gestão pública.

Segundo o prefeito, Abilio, por não ter propostas para apresentar, parte para os ataques.

“O que sobra são ataques, críticas infundadas sem prova alguma. É porque o candidato não tem propostas, como ele não tem preparo para discutir Cuiabá, para debater gestão pública, ele não tem experiência de nada na vida, porque sempre teve ajuda da família para poder arrumar uma ‘boquinha’ no serviço público e conseguir sobreviver. Ele conseguiu primeiro emprego agora, como vereador, e com o apoio da família, apoio de todos que queriam uma ocupação para ele”, disse.

Para o prefeito, Abilio é o “rei do fake news” e acredita que nesse segundo turno as “máscaras” estão caindo.

Pinheiro comentou sobre o debate realizado pela Fecomércio, na terça-feira (24), em que Abilio disse que vai enxugar a máquina pública, porque ultrapassou os limites. Em seguida, o prefeito disse que não tem como debater com alguém que não tem conhecimento da gestão pública.

“Ele escolheu o caminho do ataque, da crítica infundada, sem nenhum compromisso com a verdade, sem nenhuma consistência, propagando fake news de manhã, de tarde e de noite. Ele é o rei dos ataques das fake news, rei das mentiras, que nesse segundo turno começa a cair a máscara, porque nós começamos a mostrar. A sociedade começa a perceber a verdadeira face do nosso adversário. Despreparado, desqualificado para ocupar um cargo honroso de prefeito da Capital”, disparou o prefeito.

O candidato à reeleição disse ainda que entende os ataques do adversário, já que não tem preparo para discutir Cuiabá, para debater propostas, por não ter conhecimento.

“É impossível debater gestão pública com ele. Primeiro que não tem nenhuma experiência, não tem nenhuma vivência de gestão pública, não sabe a diferença de limite prudencial com teto de gastos, com folha de pagamento. Como quer administrar Cuiabá dizendo que vai cortar gastos, se você não sabe o limite prudencial do teto? Como não tem conhecimento, a experiência, a vivência, sobra má fé, sobra oportunismo, sobra leviandade, parte para gritaria, para o ataque, para a agressão”, finalizou.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE