Cuiabá, 14 de Julho de 2020

POLÍTICA MT
Quarta-feira, 25 de Março de 2020, 16h:57

EFEITO CORONAVÍRUS

Pinheiro não cogita escalonar ou reduzir salários de servidores, mesmo com crise econômica

Euziany Teodoro
Única News

Divulgação

Apesar da retração econômica que Cuiabá vai sofrer devido à pandemia do Coronavírus, o prefeito Emanuel Pinheiro não cogita escalonar o pagamento de salários ou reduzir a folha de pagamentos.

Segundo ele, é preciso valorizar e estimular os servidores públicos. “Não cogito escalonar. Vamos pagar mesmo que estão trabalhando em casa, temos que valorizá-los e incentivá-los, pois precisamos deles”, disse ele, em entrevista à rádio Vila real, na manhã desta quarta-feira (25).

O que deverá ser feito, de acordo com o prefeito, é a suspensão de novos ganhos, como aprovação de Planos de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), que estavam em andamento.

“Não tem como implantar PCCS nesse momento e desestabilizar a folha com nenhuma medida a mais, mas a menor também não. Estamos trabalhando com um cenário de retração econômica, mas vamos manter o direito sagrado de receber seu salário no último dia útil do mês”, explicou.

A equipe econômica da Prefeitura trabalha para cortar gastos e manter a economia estável. “Já determinei que fique em alerta o Comitê de Ajuste Fiscal, para se preparar, fazer cortes, dar prioridade à saúde pública, diminuir os gastos. O que talvez eu possa vir a fazer, é suspender a implantação de PCCS. Escalonamento ou diminuição de salário, nem pensar”, concluiu.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE