Cuiabá, 19 de Maio de 2024

VARIEDADES Terça-feira, 13 de Setembro de 2016, 08:00 - A | A

13 de Setembro de 2016, 08h:00 - A | A

VARIEDADES / PASSAGEIRA DE CUIABÁ

Justiça dá ganho de causa a passageira que perdeu assento para músico de Latino

Cantor lembra que poltrona especial na primeira filha havia sido paga por seu contratante. "Ela quis sentar no lugar do meu músico", diz o cantor.

Do EGO



Reprodução

 

A juíza da 6ª Vara Cível de Cuiabá, Tatiane Colombo, deu ganho de causa a uma passageira que moveu um processo contra a empresa aérea TAM Linas Aéreas S/A (Latam Airlines). A mulher alega que durante um voo para Salvador, em 2014, a filha de 15 anos precisou deixar o assento em que viajava para ceder o lugar para um músico da banda de Latino. Segundo ela, o assento era especial, com maior conforto. A mulher deverá receber uma indenização de R$ 3 mil.

Procurado pelo EGO, Latino contou que os contratantes que o chamam para fazer shows sempre compram para ele e sua equipe os assentos preferenciais, da primeira fila. Nesse voo, segundo ele, não foi diferente. "Como sempre, eu e minha equipe somos os últimos a entrar no avião e os primeiros a deixar a aeronave assim que pousa. Nesse dia, deitei na poltrona e dormi. Parece que quando chegamos, a menina já estava sentada na poltrona cujo lugar havia sido comprado pelo meu contratante para meu músico. Não ouvi nem vi nada, mas parece que a menina não queria sair. Pela legislação, ela nem poderia sentar ali, pois o lugar não é permitido para menores de idade. Ela tinha 15 anos", lembra Latino.

Procurada pelo EGO, a Latam enviou o seguinte comunicado: "A LATAM Airlines Brasil informa que se manifestará nos autos do processo. "

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia