Cuiabá, 30 de Maio de 2024

VARIEDADES Quarta-feira, 01 de Novembro de 2017, 11:18 - A | A

01 de Novembro de 2017, 11h:18 - A | A

VARIEDADES / SUPERAÇÃO

Suzana Gullo, esposa de Marcos Mion, fala sobre batalha contra o câncer

MSN



(Foto: Manuela Scarpa/Brazil News)

variedades

 

Na tarde da última terça-feira, dia 31, o ESTRELANDO bateu um papo com Suzana Gullo, esposa de Marcos Mion e madrinha do evento We're Stronger Together - Juntas Somos Mais Fortes, em tradução livre -, organizado em São Paulo, em prol das mulheres que, como ela, superaram um câncer de mama. 

 

Para quem não sabe, foi Marcos Mion quem descobriu o nódulo no seio da esposa, que venceu o câncer de mama em 2016. Durante a conversa, Suzana revelou não acreditar que a descoberta tenha sido mera coincidência: 

 

- A gente estava de férias, ele passou a mão na lateral do meu seio e na hora pegou no nódulo. Eu sou muito católica, então acho que foi aviso de um anjo, eu tenho essa certeza, porque eu não teria percebido, declarou, alertando para a importância do autoexame. 

 

Além de vencer um câncer, Suzana enfrentou três gestações delicadas e conta que, assim como sua religiosidade, a força para manter-se firme diante de situações difíceis vem do seu histórico familiar. Tanto é que ela não assume o papel de vítima em nenhum momento:

 

 

- Para mim não foi drama nenhum, eu passei por dificuldades nas três gestações e fico feliz por ser exemplo para muitas mulheres. Eu não me considero vítima dessa situação, nem coitadinha, nem nada! Passei pelo que tinha de passar, os três estão aí, graças a Deus, muito saudáveis. 

 

Ao lado de Mion, Suzana é mãe dos pequenos Romeo, Donatella e Stefano. Se dependesse dela, entretanto, a família seria ainda maior:

 

- Eu só parei de ter filho porque não pude mais, porque depois do câncer de mama fica muito arriscado, mas eu estava cogitando uma quarta gestação, revela. 

 

Aliás, quando o assunto é família, Suana desabafa que o reality A Casa, comandado por Mion, tomou muito tempo do maridão e que só ela e as crianças sabem o quão difícil é ficar com o pai distante. Apesar disso, a mãezona não esconde seu carinho e diz que a presença dos familiares foi essencial durante o processo de recuperação:

 

- Não teria sido igual se eu não tivesse o apoio da família. Eu fiquei até mal acostumada, porque eles faziam tudo por mim, minha casa era lotada. Minha família é grande, então minha casa nunca estava vazia.

 

 

Uma fase que fica para trás

 

Apenas um ano após ter superado o câncer, Suzana revela que ainda está no processo de descoberta do porquê ter enfrentado a doença. Entretanto, ela já consegue enxergar algumas transformações na sua vida, como o fortalecimento da sua fé e o maior controle da ansiedade:

 

- O que eu posso falar hoje em dia é que eu aprendi a viver um dia de cada vez, ficar muito grata e feliz com o que tenho e com o que está acontecendo em minha vida naquele dia.

 

Ao fim, ela deixa seu recado às mulheres que passam por situações semelhantes à sua: 

 

- Sempre acreditar muito em Deus, ter sempre um pensamento muito positivo e a certeza de que você vai vencer essa batalha. É muito importante para as mulheres que estão em tratamento se espelharem em outras mulheres que já passaram por isso, assim como eu. É muito importante o apoio da família, mas eles não estão passando pelo mesmo que você. Então, conversar com pessoas que já passaram pelo mesmo tratamento é fundamental. Ver que é uma fase que fica para trás é um exercício que todo mundo deveria fazer. Às vezes as pessoas ficam muito focadas naquilo que está acontecendo e esquecem de deslumbrar o futuro, que aquilo vai passar, a vida dela vai seguir e vão ficar só histórias boas para contar.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia