Cuiabá, 19 de Março de 2019

POLÍTICA
Quinta-feira, 10 de Janeiro de 2019, 17h:58

Dilmar avalia que cortes orçamentários também deverão ocorrer nos Poderes

Luana Valentim
Da Redação

(Foto: Reprodução)

deputado dilmar dal bosco 1.jpg

 

O deputado estadual, Dilmar Dal Bosco (DEM), em entrevista ao Jornal do Meio Dia, da TV Vila Real nesta quinta-feira (10), avaliou a importância do novo Fundo de Transporte e Habitação para o Estado em que, segundo o governador Mauro Mendes (DEM), permitirá arrecadar algo em torno de R$ 1,5 bilhão.

Dilmar declarou que recebeu o convite de Mendes para assumir a liderança da base na Assembleia Legislativa até o dia 31 de janeiro, para articular com os parlamentares para conseguir a aprovação dos projetos protocolados pelo chefe do Executivo nesta quinta.

“Eu não sou muito de ficar em debate na tribuna. Eu gosto de produzir e ter dialogo. Então já estamos encaminhando a cada parlamentar da Assembleia, uma cópia de todos os projetos de Mendes para que eles analisem. Já foi feito uma demonstração pelo governador aos 21 deputados que estiveram presentes no Palácio Paiaguás ontem [9]”.

O parlamentar entende que haverá discussão e emendas a serem propostas pelos seus colegas a Mendes, conforme já afirmado a ele. Mas avalia que é com o diálogo que poderão vencer a apreciação.

Dilmar ressaltou que também foi aprovado na AL, nesta quinta, a dispensa de pauta que diminui um pouco do prazo regimental e com isso, possivelmente, terá na próxima semana a condição de votar esses Projetos de Leis.

Quanto a proposta do novo Fethab que, conforme o governo, a reforma permitirá arrecadar algo em torno de R$ 1,5 bilhão, o democrata explicou que até 2018 haviam dois Fundos, porém, o Fethab 2 foi instinto e a proposta de Mendes é que se arrecade em apenas um, o mesmo que era repassado de ambos.

“Então ele faz essa alteração no Fethab que existe hoje, que agora é unificado. Ele traz, talvez, a continuação do que arrecadava no Fethab 2, que é importante para o governo. Também já estivemos conversando com o setor produtivo e há sim uma possibilidade de ser aceito. Aí acrescentou algumas coisas que é referente a mais recursos do Fethab para o algodão. Tem o questionamento do milho que ainda vai ser deliberado dentro do parlamento. Vai haver discussão”.

Ele acredita que esses debates que serão feitos na AL, darão uma condição a Mendes para entender a grande dificuldade do déficit orçamentário de hoje.

Dilmar destacou que assim como o Estado tem trabalhado para diminuir os custos, os Poderes também terão que fazer, demonstrando que estão fazendo economia para que o dinheiro sobre e possa atender as necessidades da população, principalmente na área da saúde.

A AL tem o poder de reduzir na Lei de Orçamento os valores dos repasses do Tribunal de Justiça e do Ministério Público, quanto a isso, o deputado disse que está conversando com os parlamentares para que tenham consciência e não prejudique somente o Executivo, mas que todos os Poderes possam colaborar.

Já sobre a transparência dos números do governo que será divulgado no site como prometido por Mendes, Dilmar relatou que se iniciará as publicações já na próxima semana.

“Diferentemente da gestão passada, Mendes deixou as portas abertas para o diálogo. Ele esteve em reunião por mais de uma hora com o Fórum Sindical, está aberto a negociação. Isso já demonstra o interesse do governador e da sua equipe econômica de ter dialogo. Ele ainda deixou na mão dos servidores do Estado que opinem sobre a busca de dinheiro para que possa paga-los, que é um interesse de Mauro Mendes”.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE