Cuiabá, 22 de Outubro de 2019

POLÍTICA
Terça-feira, 18 de Dezembro de 2018, 18h:49

INDICOU ROSAMARIA

Virgínia diz que preferiu não assumir Setas para priorizar a família

Claryssa Amorim

(Foto: Reprodução/Instagram)

Virgínia.jpg

 

 

Após o governador eleito, Mauro Mendes (DEM), anunciar nesta terça-feira (18), a lista de nomes que irá compor seu staff a partir do dia 1º de janeiro de 2019, a futura primeira-dama, Virgínia Mendes, disse que preferiu não aceitar o convite do marido para ser a secretária de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas), pois alguns pontos em sua vida pessoal, não permitiria que dedicasse integralmente à função pública.

 

Segundo Virgínia as suas atribuições na empresa da família, no momento, e ainda as necessidades da filha caçula, Maria Luiza, precisam ser priorizadas e, por isso, ficaria impedida de assumir um cargo que precisa do secretário inteiramente e todos os dias no Palácio Paiaguás.

 

Mendes anunciou na tarde desta terça-feira, os seis nomes que irão compor o secretariado de sua gestão. Segundo o democrata, a definição se baseou em critérios que atendem ao interesse público, como a capacidade técnica, conhecimento setorial e também o perfil proativo.

 

A futura primeira-dama disse que foi uma decisão da família de não assumir um cargo no governo, pois serial algo que impactaria os filhos. E com isso, com o aval do marido, o governador eleito, Virgínia frisou que escolheu a pessoa que irá conduzir a pasta, sendo a Rosamaria Carvalho.

 

“Baseada em critérios como a capacidade técnica e profissional, dedicação e, especialmente, sensibilidade, pois esta é uma pasta que lida com as pessoas em situações de extrema vulnerabilidade que exige esse olhar humano ao próximo”, relatou por meio de nota.

 

No entanto, a futura-primeira dama afirmou que, independentemente do cargo, irá trabalhar e ajudar o esposo governador e todos os secretários “nessa missão”.

 

Os nomes anunciados por Mauro foram: Na Secretaria de Trabalho e Assistência Social (Setas) assumirá a servidora Rosamaria Ferreira de Carvalho; na Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), a advogada Mauren Lazzaretti; na Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), o procurador Rogério Gallo; na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), o atual secretário de Governo de Várzea Grande, César Miranda; na Secretaria de Estado de Cultura, Turismo, Esportes e Lazer (Sectel), o deputado estadual Allan Kardec (PDT); e Basílio Bezerra Guimarães dos Santos  na Secretaria de Gestão e Planejamento.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE