Cuiabá, 18 de Julho de 2024

CIDADES Segunda-feira, 01 de Julho de 2019, 18:06 - A | A

01 de Julho de 2019, 18h:06 - A | A

CIDADES / EDUCAÇÃO PARADA

Sintep mantém greve e diz que Governo é "truculento e raivoso"

Claryssa Amorim
Única News



Os professores da rede estadual decidiram, em assembleia nesta segunda-feira (01), manter a greve por tempo indeterminado até que o Governo do Estado apresente uma proposta. De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep), Valdeir Pereira, uma nova assembleia está marcada para a próxima segunda-feira (08). No entanto, caso o governo apresente uma proposta imediatamente, a assembleia pode ser adiantada.

Nesta segunda-feira, o sindicato obteve vitória sobre o governo Mauro Mendes (DEM): a ação que bloqueava 30% da receita do sindicato, com o objetivo de financiar as despesas com transporte escolar em função da greve, foi suspensa pela segunda instância do Tribunal de Justiça. "O governo diz que está disposto a negociar, que é um governo aberto, mas na prática é um governo truculento e raivoso".

Valdeir informou que deve ser pago no dia 10 deste mês, em folha complementar, o que havia sido bloqueado e que "o governo deve suspender de imediato a questão dos descontos da porcentagem".

"O governo está brincando de governar o Estado. Utiliza um discurso para a categoria, mas na prática utiliza outro. Se diz um governo que está em negociação e efetua o corte dos trabalhadores. Estamos falando de economia de cidades inteiras, famílias que estão em necessidade financeira e o governo fica brincando de governar", declarou o presidente.

A categoria pede o aumento de 7,69% de aumento no salário e o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA). O governador Mauro Mendes (DEM) já disse que o Estado não tem condições financeiras para atender as demandas dos servidores.

Mendes esclareceu que há a "impossibilidade legal" de pagar os reajustes, primeiro porque infringiria a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF Federal), já que o Executivo ultrapassou o limite de 49% da receita para pagamento de pessoal e, segundo, pela situação financeira do Estado, já que ainda está efetuando o pagamento do salário dos servidores públicos de forma escalonada, além da enorme dívida com fornecedores e prestadores de serviços, inclusive da Educação.

Sobre o governador dizer que a greve está enfraquecida, Valdeir argumentou que ele deve parar de perder tempo e procurar apresentar uma proposta imediatamente.

"O governo está equivocado. O governo tem que parar de perder tempo em afirmar que a greve está enfraquecida e se debruçar sobre uma proposta que ponha fim à greve", ressaltou.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia

FRANCISVAL FRANÇA MATOS 02/07/2019

É triste ver a que ponto chegamos! Ninguém tem Educação e não respeitam a Educação! As Famílias estão falindo, as escolas sucateadas e os nossos Mestres humilhados por asnos idiotas e sem noção. Acorda Nação! ACORDA POVO BRASILEIRO! É hora de fazer o seu voto valer! GESTORES DEVEM TRABALHAR PARA QUALIDADE DE VIDA DO POVO. Mais Educação, Saúde e Segurança, não para interesses dos mais favorecidos e empresários....

positivo
0
negativo
0

FRANCISVAL FRANÇA MATOS 02/07/2019

Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

positivo
0
negativo
0

2 comentários

1 de 1