Cuiabá, 21 de Janeiro de 2021

COVID EM MT
Quinta-feira, 12 de Novembro de 2020, 18h:00

CONFIRA OS NÚMEROS

SES corrige erros e mortes por Covid-19 aumentam em 70 casos de março a novembro

Euziany Teodoro
Única News

(Foto:Reprodução)

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) revisou o banco de dados da Covid-19 em Mato Grosso e corrigiu erros no acumulado de casos entre março e novembro deste ano.

Com os dados corrigidos e atualizados, foram constados aproximadamente 2 mil casos confirmados a mais da doença. Além disso, também houve aumento de 70 mortes pelo coronavírus no mesmo período.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica Estadual, foram identificadas e corrigidas inconsistências que retinham os dados no sistema. A SES esclareceu que os casos não são recentes e não estão ativos. O número de recuperados também foi impactado pela correção.

Conforme dados do Painel Interativo da Covid-19, até a tarde desta quinta-feira (12.11), um total de 151.391 casos de coronavírus foram confirmados em Mato Grosso, sendo registrados, no total, 4.026 óbitos em decorrência do vírus no Estado.

Dos 151.391 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 5.004 estão em isolamento domiciliar e 141.953 estão recuperados, sendo registradas 2.678 recuperações a mais do que ontem, após as correções feitas no sistema.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 129 internações em UTIs públicas e 112 em enfermarias públicas. Isto é, taxa de ocupação está em 32,01% para UTIs adulto e em 13% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (31.810), Rondonópolis (11.288), Várzea Grande (10.925), Sinop (7.811), Sorriso (6.539), Lucas do Rio Verde (6.005), Tangará da Serra (5.899), Primavera do Leste (5.112), Cáceres (3.574) e Nova Mutum (3.180).

Os dados ainda apontam que um total de 119.417 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 350 amostras em análise laboratorial.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE