Cuiabá, 25 de Maio de 2024

POLÍCIA Terça-feira, 11 de Abril de 2017, 08:26 - A | A

11 de Abril de 2017, 08h:26 - A | A

POLÍCIA / SINOP

Briga de facções pode estar ligada a mortes em presídio

Não se sabe se o motim está sendo controlado por chefes de quadrilha ou até mesmo mebros do Comando Vermelho

Karollen Nadeska / Única News



 

 

(Foto: Reprodução)

 

Desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira (11), policiais civis e militares estão empenhados em controlar uma rebelião no Presídio Osvaldo Florentino Leite Ferreira “Ferrugem”, em Sinop, ao Norte do Estado (501 km distante de Cuiabá).

 

A informação é que uma garrafa com compartimento falso havia sido achada com vários celulares e nomes dos detentos a serem entregues. Além desta apreensão, os agentes fizeram uma pequena revista no último domingo (09) e encontraram objetos não permitidos, gerando revolta nos presidiários.

 

Cerca de 100 pessoas teriam iniciaram o motim e conforme já teria um plano para tomar uma das maiores unidades prisionais do Estado de Mato Grosso.

 

O Única News, entrou em contato com a Polícia Militar (PMMT), que disse que enviou homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam) para reforçar a segurança no local, também não está confirmada nenhuma morte. Também que o coronel Valter Razera, comandante regional de Sinop, estava em reunião a portas fechadas no Comando Geral da PM.

 

 À reportagem, a assessoria da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) do Estado, informou apenas que dois raios foram tomados e que uma equipe da Pasta está sendo deslocada até a cidade.

 

O Sindicato dos Servidores Penitênciários do Estado (Sindispen), já se manifestou sobre o assunto e informou que detentos dos raios azul e laranja estão sendo mantidos reféns.

 

Atualizada às 10h28

 

Veja a nota do Governo:

 

O Governo do Estado de Mato Grosso informa que as forças de segurança estaduais estão mobilizadas para conter uma rebelião que iniciou na manhã desta terça-feira (11.04) na Penitenciária Dr. Osvaldo Florentino Leite Ferreira, conhecida como 'Ferrugem', no município de Sinop, distante 500 km de Cuiabá. Presos ocuparam os raios Laranja e Amarelo da unidade prisional. Não há, até o momento, informações sobre feridos nem mortos na rebelião.

 

O secretário de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Airton Siqueira, está a caminho de Sinop para acompanhar as ações no presídio. O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Jorge Luiz de Magalhães, e a cúpula da segurança pública também estão se deslocando para a cidade. Toda a área no entorno da unidade prisional está isolada.

 

Além disso, um comitê de crise foi instalado na Secretaria de Segurança Pública (Sesp), em Cuiabá, com a participação de representantes da Sejudh, Polícia Civil e Polícia Militar para acompanhar o caso.

 

Atualizada às 13h55

 

De acordo com o presidente do Sindispen, João Batista, quatro morte já foram confirmadas até agora, entre eles detentos, possivelmente da ala envangélica, que foi invadida na madrugada desta terça (11) pelo rebeldes. Além disso, outras sete pessoas estão feridas e ao que tudo indica reféns ainda são feitos, em poder de arma de fogo.

 

"A identificação desse pessoal ainda não tem. Mas, já comprovada são quatro mortes de detentos e sete pessoas feridas, mas pode ser que venha aumentar esse número porque ainda não foi encerrada lá o motim, estamos aguardando", confirmou ao Única News.

 

"Eles tentaram fuga, conseguiram arma e isso ainda vai ser investigado, o fato de como eles conseguiram essas armas. Se aproveitando disso, eles tentaram contra o pessoal da contenção, fazem a guarnição interna para tentar fugir e aí os agentes deram resposta e acabou tendo a troca de tiros", explicou.

 

Atualizada às 15h37

 

O coronel Valter Razera, acabou de confirmar a imprensa a morte de seis pessoas, sendo que nenhuma gente penitenciário neste momento está sendo feito refém. Conforme o comandante da regional, este número pode aumentar.

 

Atualizada às 15h51 (confira a nota da OAB)

 

Nota à Imprensa sobre rebelião no presídio Osvaldo Florentino


Na manhã desta terça-feira (11) o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subseção de Sinop, Felipe Guerra, e o representante da Comissão de Direitos Humanos, Denovan Isidoro, estiveram presente no presídio Osvaldo Florentino (Ferrugem) auxiliando nas negociações com os detentos.
A Ordem lamenta o ocorrido e está acompanhando de perto todo o caso para evitar abusos ou ilegalidades.

 

Conforme apurou o Única News, muitas mulheres entre outros familiares de detentos, ao tomar conhecimento da situação, se dirigiram para a frente do presídio, em busca de notícias e exigindo a presença dos Direitos Humanos. Muitos até tentaram barrar a saída da viatura do Corpo de Bombeiros, na expectativa de saber quem estava sendo levado para o hospital. Além disso, agentes teria sido agredidos em decorrência do confronto do lado de fora.

(Foto: TVCA)

karollen

 

 

Atualizada às 16h19

 

De acordo com a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), morreram na rebelião: Reginaldo Agostinho, que respondia pelo crime de tráfico de drogas; Bruno Aparecido Bezerra, preso por roubo; Marcelo Viturião Carvalho, preso por latrocínio; e Isauro Pedro Gonçalves, que respondia por crime sexual. Este último, segundo a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos, sofreu um infarto durante a rebelião, foi socorrido por uma equipe do Corpo de Bombeiros mas não resistiu e morreu.

 

Os corpos das quatro vítimas estão no Instituto Médico Legal (IML) de Sinop. Uma das vítimas ainda não foi identificada.

 

Atualizada às 16h33

 

Uma fonte segura, informou a reportagem que não trata apenas de uma rebelião e sim de disputa de poder entre facções criminosas, que querem tomar a unidade prsional. Onde os negociadores tentam controlar a situação e evitar o aumento de assassinatos.

 

Segundo a fonte, a briga está ligada a líderes do Primeiro Comando da Capital e o Comando Vermelho.

 

Mais informações em instantes.

 

 

 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Álbum de fotos

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)