Cuiabá, 15 de Junho de 2024

POLÍCIA Sexta-feira, 24 de Maio de 2024, 12:15 - A | A

24 de Maio de 2024, 12h:15 - A | A

POLÍCIA / "PERSONALIDADE PERVERTIDA"

Criminoso que estuprou as irmãs é preso após abusar da própria filha de 9 anos

Na delegacia, tias da vítima contaram que quando crianças eram abusadas pelo irmão com o consentimento da própria mãe.

Ari Miranda
Única News



Um bandido de 29 anos, iniciais R.S.S., foi preso nessa quinta-feira (23) em Rosário Oeste (103 Km de Cuiabá), acusado de cometer uma série de abusos sexuais contra a própria filha, de apenas 9 anos. O criminoso foi localizado pela equipe da Polícia Civil, em uma propriedade rural do município.

Segundo o registro policial, R. já era alvo de um inquérito instaurado em janeiro deste ano pela delegacia de Rosário, após a equipe do Conselho Tutelar da cidade comunicar o crime, informando que a vítima estava sendo abusada pelo pai.

Acompanhado dos conselheiros, a equipe policial foi até a residência da vítima e a mãe da menor declarou que, após a primeira visita do Conselho, ela conversou com a filha sobre a denúncia, porém a criança negou que tivesse ocorrido o abuso.

No entanto, posteriormente, a menina acabou contando que o pai abusou sexualmente dela e que ela havia contado sobre o ocorrido para às tias e à avó paterna, que não acreditou nela e ainda a repreendeu pelo fato.

Por pensar que a mãe também não acreditaria em sua versão, a menina ressaltou que também decidiu não falar nada sobre o caso até aquele momento. À mãe, a vítima relatou ainda que os atos praticados pelo pai a deixavam triste e com medo.

O homem foi levado para a Delegacia de Rosário Oeste e, durante interrogatório, negou os atos criminosos contra a filha e ainda alegou que a menina teria recebido dinheiro de uma tia para acusá-lo.

Na delegacia, as duas tias da garota, irmãs do suspeito, também foram ouvidas e ambas afirmaram que também eram abusadas sexualmente pelo irmão, quando mais jovens. Elas narraram como os crimes ocorriam e o ciclo delitivo familiar, que era consentido pela própria mãe.

De acordo com a Polícia Civil, os fatos novos também serão apurados em outra investigação.

O delegado Márcio Henrique Portela ressaltou que a investigação constatou que o autor do estupro possui personalidade totalmente pervertida.

“A liberdade do indiciado põe em risco a ordem pública, haja vista que, não se encontra em situação de conviver em sociedade e, muito provavelmente, continuará com aquelas condutas reprováveis e não se intimida com a atuação da Justiça”, pontuou.

O homem foi preso e está à disposição da Justiça. Já a mãe do suspeito também poderá ser indiciada em outro processo, por ter consentido com os abusos sexuais contra as filhas.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3