Cuiabá, 28 de Maio de 2024

POLÍCIA Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017, 11:45 - A | A

17 de Agosto de 2017, 11h:45 - A | A

POLÍCIA / REGIÃO METROPOLITANA

Dupla é presa por assaltos à residências em Cuiabá e VG, usando Uber

Da Redação



( Foto: Divulgação)

Assalto

 

Willian Henrique Alcantara da Silva e Alexandre Matias do Nascimento foram presos nesta última quarta-feira (16), suspeitos de utilizarem um veículo Uber para assaltar residências em Cuiabá e Várzea Grande, foram presos nesta quarta-feira (16).

 

A dupla foi autuada por roubo majorado e associação criminosa, após inclusive serem reconhecidas pelo roubo a duas residências, uma na terça-feira (15), em Várzea Grande, e outra no dia 3 de agosto, no bairro Pedra 90, na Capital.

 

Em interrogatório, a dupla confessou que não foi a primeira vez que agiu, apontando também roubos cometidos na Big Loja, no Bairro Pedra 90.

 

Em um dos assaltos, as vítimas foram surpreendidas pelos criminosos, quando estavam em suas casas, no bairro Asa Bela, em Várzea Grande. Armados, os ladrões ainda empregaram de violência física, como chutes e pontapés na cabeça, tórax e região lombar. Depois roubaram uma bicicleta, uma TV 52 polegadas, marca Samsung e ainda mil reais em dinheiro;

 

De acordo com a delegada Jannira Laranjeira, no momento do roubo os criminosos usavam um veículo Prisma preto, modelo novo, e utilizaram o cartão da vítima para abastecer o carro em um posto de combustível na Avenida Julio Campos, próximo ao local do roubo.

 

Na investigação, os policiais identificaram, primeiramente, o assaltante Willian no bairro Pedra 90. No endereço, a tia do suspeito informou que ele havia dormido na casa da mãe no bairro Osmar Cabral, onde foram, aliás, os dois foram encontrados. Mas quando viram a polícia, ainda empreenderam fuga, pulando muros e embrenhando em um terreno baldio cercado por arames farpados. Mas vendo que estavam sob cerco fechado, se entregaram.

 

Na residência foram apreendidos os objetos roubados, que foram entregues as vítimas”, informou a delegada Jannira Laranjeira.

 

A delegada disse que a dupla tinha apoio de uma terceira pessoa, que está registrada no celular apreendido com o nome Uber. 

 

Em levantamentos, os policiais confirmaram que o nome se refere a uma pessoa que dirige um Uber e auxilia a dupla na prática de crimes patrimoniais.

 

Conforme a delegada, o suspeito que dirige o Uber está identificado pelo nome de Hebert e troca de carro toda semana, dificultando a identificação. Mas antes mesmo do flagrante da dupla ser finalizado, os policiais prenderem o motorista do Uber, na noite de quarta-feira (16).

 

As prisões foram realizadas por agentes da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Várzea Grande, com apoio da Diretoria de Inteligência.

 

 

 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3