Cuiabá, 13 de Julho de 2024

POLÍCIA Terça-feira, 11 de Junho de 2024, 12:51 - A | A

11 de Junho de 2024, 12h:51 - A | A

POLÍCIA / BEBIDA E DIREÇÃO

Motorista que atropelou e matou professor em MT é indiciado por homicídio

Jovem de 19 anos confessou ter ingerido bebida alcoólica e disse que ‘apagou’ no momento do acidente

Ari Miranda
Única News



O motorista de 19 anos, preso em flagrante na cidade de Campinápolis (553 Km de Cuiabá) após atropelar e matar o professor Leandro Ribeiro Padilha (31), teve sua prisão temporária convertida em preventiva pela Justiça. O rapaz confessou a autoria do crime de trânsito, afirmando ainda que estava embriagado no momento do acidente.

O atropelamento aconteceu na madrugada do último domingo (9), no distrito de São José do Couto. A vítima, conhecida na comunidade como “Cajú”, retornava de uma festa Junina da Escola onde trabalhava, quando foi atropelado pelo condutor do veículo e morreu no local.

Uma câmera de segurança flagrou o momento exato em que o veículo, um VW gol de cor vermelha conduzido pelo jovem, atropela Leandro e o arremessou para o alto. O motorista evadiu-se do local sem prestar socorro, porém acabou preso pela Polícia Militar 1 hora depois do crime, com sinais visíveis de embriaguez.

RELEMBRE: Homem atropela e mata professor em MT e diz que "confundiu com cachorro"

Questionado pelos PMs sobre o acidente, o rapaz disse que não percebeu que havia atropelado Leandro, alegando ainda que pensou ter “atropelado um cachorro”. Na Delegacia, o motorista voltou a confirmar que havia consumido bebida alcoólica, apagou e não percebeu que tinha atropelado e matado a vítima.

O jovem disse ainda que conhecia o professor e não tinha problemas com ele.

Lavado o flagrante por homicídio doloso no trânsito, o autor foi apresentado à Justiça, tendo sua prisão temporária convertida em preventiva.

As investigações seguem em andamento e a equipe da Polícia Civil trabalha para concluir o inquérito e averiguar todas as circunstâncias relacionadas ao acidente.

DIREÇÃO PERIGOSA

Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Militar, uma equipe foi acionada às 03h27 da madrugada de domingo, com a informação do acidente. Ao chegarem no local, os agentes encontraram o corpo de Leandro caído na calçada e vários pedaços de peças plásticas e latarias do carro espalhados pela rua.

Imediatamente, a PM iniciou as buscas ao veículo utilizado no crime, que foi localizado em uma residência da comunidade.

O dono do veículo disse que o carro estava com seu sobrinho, que havia pego sem sua autorização, afirmando ainda que o jovem tinha consumido bebidas alcoólicas. Além disso, testemunhas disseram que, antes de atropelar Leandro, o motorista de 19 anos estava fazendo manobras perigosas e dando “cavalinhos de pau” pelas ruas do distrito.

Preso, o motorista de 19 anos alegou não se lembrar de como aconteceu o acidente, afirmando ainda que acreditava ter ‘atropelado um cachorro’. No entanto, segundo a Polícia Civil, o vídeo do acidente fez cair por terra a versão do motorista que, mesmo com um grande espaço de rua para passar, acabou jogando o veículo em direção ao professor, atropelando-o propositalmente.

O veículo foi recolhido e, devido à falta de condições de ser ltrazido até a cidade, foi deixado na escola onde a vítima dava aulas.

O corpo de Leandro foi recolhido do local pela Politec e encaminhado para necropsia no Instituto Médico Legal (IML) do município.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3