Cuiabá, 19 de Junho de 2024

POLÍCIA Sexta-feira, 05 de Abril de 2024, 18:14 - A | A

05 de Abril de 2024, 18h:14 - A | A

POLÍCIA / ESTELIONATÁRIOS NO ALVO

OAB se reúne com Polícia Civil para pedir investigações sobre "Golpe do Falso Advogado" em MT

Entidade cobrou investigações de grupos de estelionatários que vem aplicando golpes no estado.

Ari Miranda
Única News



Visando combater golpes praticados por estelionatários, que vêm se passando por advogados, José Carlos Guimarães Júnior, vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT), e o diretor-tesoureiro da entidade, Helmut Daltro, se reuniram nesta semana com o diretor metropolitano da Polícia Civil, delegado Wagner Bassi Junior, e os delegados Daniel Lemos Valente, da Regional de Cuiabá, e Eliane da Silva Moraes, da Delegacia de Estelionatos e Outras Fraudes da capital.

O encontro tratou sobre a onda de golpes que vem ocorrendo no estado, onde criminosos estão aplicando o chamado “golpe do falso advogado”. Estelionatários se passam por advogados ou funcionários de escritórios de advocacia para enganar e extorquir pessoas que possuem ou já tiveram processos em andamento na Justiça, utilizando, na maioria dos casos, dados reais dos processos e nome dos advogados, porém, com contatos falsos.

O vice-presidente da OAB-MT avaliou a produtividade da reunião com a Polícia Civil, que mostrou resultados prévios, porém positivos nas investigações dos crimes.

“Foi uma excelente reunião, os delegados nos explicaram que estão com algumas investigações já em andamento, têm muitos dados levantados e, a qualquer momento, deveremos ter ações, que poderão desarticular esses criminosos”, avaliou José Carlos Guimarães Júnior.

O delegado Wagner Bassi Júnior reforçou que a Polícia Civil está à disposição dos advogados, da OAB e de toda a sociedade.

Estamos trabalhando para conseguir diminuir a quantidade de estelionatos, que vem crescendo. A delegacia de estelionato tem se focado muito para apurar todos esses possíveis golpes, dando prioridade total para, o mais rápido possível, dar uma resposta sobre os casos”, destacou.

Enquanto as investigações estão em andamento, um dos focos da Ordem dos Advogados e a Polícia Civil está no sentido de manter a população bem informada sobre a ação criminosa, alertando a sociedade para que tomem cuidado com informações que recebem por aplicativos de mensagens ou telefone.

“Não faça pagamentos sem ter certeza da origem do pedido. Desconfie quando se sentir pressionado com alguma solicitação inesperada. Entre em contato com o seu advogado ou com a OAB, tire as dúvidas e informe a polícia quando for vítima de um golpe ou, até mesmo, uma tentativa de golpe”, pontuou o vice-presidente.

img

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3