Cuiabá, 19 de Maio de 2024

POLÍTICA Quarta-feira, 21 de Junho de 2017, 17:37 - A | A

21 de Junho de 2017, 17h:37 - A | A

POLÍTICA / RACHADURA

Com volta de Valtenir, Pivetta não se sente representado e saí do PSB

Por Suelen Alencar/ Única News



(Foto: reprodução)

otaviano piveta.jpg

 

A escolha do presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira em deseguinar a presidência estadual ao deputado federal Valtenir Pereira já mostra o 'desfacelamento' do partido no estado. Além da revolta geral dos principais lideres como Eduardo Botelho, Oscar Bezerra, Mauro Mendes que após reunião com outros membros do partido decidiram que, se necessário, irão procurar vias judiciais para retirar o ex-peemedebista - um política deixa o grupo. 

 

O primeiro a anunciar a saída da sigla é o ex-prefeito de Lucas do Rio Verde Otaviano Pivetta  que usou  sua conta no Facebook para justificar sua desfiliação do PSB.  Piveta que está no partido há um ano e dois meses, justificou que não sente representado pela sigla. Na publicação da última terça-feira (20), o ex-gestor disse ainda que não pretende ir para outro partido e afirmou estar de consciência tranquila. 

 

"Não me sinto representado nesse partido [...]pra viver a vida que me resta da maneira que pretendo, não preciso estar filiado a partido político", descreve em texto publicado na rede social.

 

Vale lembrar que Pivetta era do PDT quando se elegeu como prefeito de Lucas do Rio Verde, foi só em 2016 que passou a ser do PSB e não conseguiu vencer a disputa municipal. Em 2016, já no PSB, ele perdeu a reeleição para Flori Luiz Binotti (PSD). Depois da derrota, foi cotado para ser secretário do governo Pedro Taques (PSDB), mas o plano acabou não se concretizando. Pivetta é um dos principais aliados de Taques em sua trajetória política, tendo sido correligionário dele no PDT e um apoio importante desde a primeira campanha, em 2010, quando ele se elegeu senador.

 

 

Veja a publicação:

"Olá amigos

Tenho sido questionado sobre minha desfiliação do PSB.

A quem possa interessar, quero dizer que fiz isso por duas razões.

1ª- Não me sinto representado nesse partido.

2ª- Pra viver a vida que me resta da maneira que pretendo, não preciso estar filiado a partido político.

É importante pra mim o sentimento dos meus filhos, familiares e amigos que sabem ou vão saber que nunca peguei a correnteza, remei 20 anos contra a maré, hoje sinto muitas dores nos braços e ombros, mas tenho a consciência sã por não ter ajudado a fazer esse desmanche moral e cívico que a turma da correnteza fez no Brasil."

 

Deputados insastifestos

 

O deputado Mauro Savi (PSB) afirmou que não vai tolerar divisão dentro do partie e afirmou que não teme de ser expulso do partido pelo novo presidente. Em entrevista a uma rádio da Capital, o parlamentar declarou que se Valtenir tiver autonomia, a decisão será 'bem-vinda'.

 

"Se ele me expulsar, parabéns a ele. Agora, se ele tiver poder para fazer isso, que me expulse", comentou na manhã desta quarta (21).

 

Leia mais 

Com a nomeação de Valtenir, Savi diz que não vai tolerar divisão dentro do partido

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia