Cuiabá, 18 de Janeiro de 2021

POLÍTICA MT
Sexta-feira, 27 de Novembro de 2020, 12h:06

REVELAÇÃO

Pinheiro afirma que TJMT anulou operação que afastou secretário de Saúde da Capital

Abraão Ribeiro
Única News

(Foto: Sicom)

O candidato à reeleição à Prefeitura de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), revelou durante debate ao vivo na TV Vila Real que o Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso revogou as cautelares que tinham sido deferidas contra ex-secretário municipal de Saúde Luiz Antônio Possas de Carvalho ontem, quinta-feira (26).

O ex-secretário municipal de Saúde Luiz Antônio Possas de Carvalho tentava revogar a decisão da Operação Overpriced, que o afastou do cargo por compra superfaturada de Ivermectina com dispensa de licitação durante a pandemia de Covid-19.

O Município de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, teria promovido a aquisição de um mesmo produto, de fornecedores diferentes e em um exíguo espaço de tempo, com uma diferença de preço de R$ 9,31 pela unidade, o que teria gerado prejuízo ao erário municipal na ordem de R$ 715 mil.

Após a operação e afastamento, Pôssas se manifestou afirmando que o juízo da Sétima Vara Criminal de Cuiabá havia sido levado a erro, uma vez que não teria havido sobrepreço na contratação.

Segundo Pinheiro, a anulação da Operação Overpriced é uma mostra que não existe corrupção em sua gestão, como adversários tentam passar essa imagem, se referindo ao seu opositor, Abilio Jr (Podemos).

“Ontem, a 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça anulou a operação que afastou o secretário de Saúde Luiz Antônio Possas de Carvalho por 3 a 0, por unanimidade. A mudança chegou e merece continuar, e isso desespera nossos adversários. A principal bandeira deles, que era corrupção na saúde, caiu por terra ontem. O secretário Luiz Possas pode voltar ao cargo e está inocentado”, afirmou Pinheiro.

A decisão judicial ainda não foi divulgada pelo Poder Judiciário.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE