Cuiabá, 29 de Maio de 2024

POLÍTICA Sexta-feira, 02 de Junho de 2017, 08:43 - A | A

02 de Junho de 2017, 08h:43 - A | A

POLÍTICA / "SEGUNDA DESTA SEMANA"

Riva é condenado a dois anos de prisão por compra de votos

Wellyngton Souza / Única News



(Foto: Reprodução/Web)

Operação Imperador-Riva como epicentro.jpg

 

A juíza eleitoral da comarca de Campo Verde (a 100 km de Cuiabá), Caroline Schneider Guanaes Simões condenou o ex-deputado estadual, José Geraldo Riva a dois anos e dois meses de prisão por compra de votos e formação de quadrilha.

 

A pena foi substituída pelo pagamento de 15 salários mínimos vigentes à época dos fatos, no valor de R$ 7,7 mil. Riva também foi condenado a uma pena restritiva de liberdade, em que fica proibido de frequentar bares, boates ou congêneres.

 

Também foram condenados os ex-vereadores por Campo Verde Fernando Schroeter e Marcelo Vieira de Moraes, além de Álvaro Luiz Gaidex, todos cabos eleitorais de Riva nas eleições de 2010.

 

Fernando Schroeter foi condenado a dois anos de reclusão e R$ 85 de dias-multa. A prisão foi substituída pelo pagamento de 10 salários mínimos no valor da época (R$ 5,1 mil). Álvaro Luiz Gaidex também foi condenado a dois anos de reclusão, mais o pagamento dos R$ 85 de dias-multa.

 

A pena de reclusão foi substituída por seis salários mínimos, vigentes à época dos fatos (R$ 3,1 mil). Marcelo Vieira de Moraes foi condenado a um ano de reclusão, mais o pagamento dos R$ 85. Ele também teve a pena substituída por quatro salários mínimos com valores da época dos crimes (R$ 2,1 mil). 

 

O ex-deputado José Geraldo Riva foi condenado a 22 anos, 4 meses e 16 dias de reclusão, em pena a ser cumprida em regime fechado, pela magistrada Selma Rosane Arruda, da Sétima Vara Criminal de Cuiabá. No entanto, o Riva tem ainda o direito de recorrer em liberdade.

 

A decisão é referente a Operação Arca de Noé que desviou R$ 4,2 milhões dos cofres públicos, seguindo o Ministério Público o valor cehga a R$ 11 milhões. De acordo com os autos, José Riva, o ex-bicheiro João Arcanjo Ribeiro, Humberto Bosaipo, Guilherme da Costa Garcia, Varney Figueiredo Lima, Luis de Godoy, Nivaldo Araújo, Geraldo Lauro, José Quirino Pereira, Joel Quirino Pereira e Nilson Roberto Teixeira praticaram os crimes de peculato e lavagem de dinheiro.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia