Cuiabá, 20 de Junho de 2024

RADAR NEWS Quarta-feira, 29 de Maio de 2024, 14:40 - A | A

29 de Maio de 2024, 14h:40 - A | A

RADAR NEWS / LEI GERAL DO ESPORTE

Cuiabá é contra retorno de taxas obrigatórias para federação privada do futebol

Segundo a diretoria do clube, Federação das recebe dinheiro de clubes e atletas, porém nunca prestou contas de como valores são gastos.

Única News



Em nota divulgada em seu perfil no Instagram nesta terça-feira (28), a diretoria do Cuiabá Esporte Clube pediu ao Congresso Nacional que mantenha o veto à reinclusão da Federação das Associações de Atletas Profissionais (FAAP) na Lei Geral do Esporte.

A Federação das Associações de Atletas Profissionais é uma entidade privada que recebia contribuições obrigatórias de 1% do valor das transferências de atletas no país e mensal de 0,5% do salário de todos os jogadores de futebol do país. Todavia, segundo a diretoria Auriverde, a entidade nunca prestou contas de como os recursos arrecadados eram utilizados.

“A falta de transparência da FAAP corrompe o espírito do esporte, que deve ser um símbolo de igualdade e mérito”, diz trecho da nota.

A votação do veto está prevista para ocorrer no plenário da Câmara dos Deputados nesta terça. O Governo Federal apoia o veto, justificando que a lei não deve destinar recursos a uma entidade privada sem razão clara e se comprometeu a apoiar a transição de carreira, eliminando a necessidade de repasses à FAAP.

Além do Dourado, outros times da série A do Brasileirão, entre eles Internacional (RS), Fluminense (RJ) e Atlético Mineiro se posicionaram contra o retorno da cobrança das taxas obrigatórias à Federação.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia