Cuiabá, 19 de Maio de 2024

RADAR NEWS Quarta-feira, 01 de Novembro de 2017, 19:15 - A | A

01 de Novembro de 2017, 19h:15 - A | A

RADAR NEWS / APÓS SOLTURA

Taques afirma que ex-secretários devem focar em defesa

Da Redação



(Foto: Gcom-MT)

Taques-2017.jpg

 

Após o ministro Mauro Campbell, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinar a soltura dos ex-secretários suspeitos de envolvimento com grampos ilegais, o governador Pedro Taques (PSDB) afirmou na tarde desta quarta-feira, que antes de pedirem cargos de volta, devem pensar em se defender.

 

Questionado sobre a a atual situação dos secretários, agora que estão em liberdade, Taques assegurou que cada um priorizar sua defesa, antes de pensarem em retornarem a gestão do Estado. “Eles têm que fazer a defesa deles primeiro”.

 

O ministro determinou a soltura do ex-secretário da Casa Civil, Paulo Taques, do ex-secretário de Justiça e Direitos Humanos, Siqueira Júnior, do ex-secretário de Segurança, Rogers Jarbas, do ex-secretário da Casa Militar, Evandro Lesco e sua esposa, Helen Lesco,  do sargento João Ricardo Soler e do major da Polícia Militar, Michel Ferronato, na última terça-feira (01).

 

Todos foram presos na operação Esdras, deflagrada pela Polícia Civil, por determinação do desembargador Orlando Perri, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), no dia 27 de setembro. A ação  apura o esquema de escutas clandestinas supostamente operado pelo alto escalão da PM.

 

A central clandestina vigorou entre 2014 e 2015 e era operado por policiais militares. O "escândalo dos grampos" veio à tona em uma matéria divulgada pelo Fantástico em maio deste ano.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia