Cuiabá, 17 de Junho de 2024

VOLTA AO MUNDO Quarta-feira, 08 de Novembro de 2023, 09:01 - A | A

08 de Novembro de 2023, 09h:01 - A | A

VOLTA AO MUNDO / PESQUISA CNN

Trump tem 49% de intenções de voto contra 45% de Biden

CNN Brasil
Única News



A um ano da eleição de 2024, o ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump lidera as intenções de voto com 49%, frente 45% do presidente Joe Biden entre os eleitores registados, numa nova disputa segundo a última pesquisa da CNN conduzida pelo SSRS.

As hipóteses de reeleição de Biden estão sendo prejudicadas por índices de aprovação profundamente negativos, uma sensação estagnada de que as coisas vão mal nos Estados Unidos, um apoio reduzido entre os principais blocos eleitorais e uma sensação generalizada de que ele não está preparado para o cargo.

No potencial confronto entre Biden e Trump, nenhum dos candidatos tem muito espaço para crescimento.

No total, 51% dos eleitores em todo o país dizem que não há qualquer hipótese de votarem em Biden, e apenas 4% não o apoiam atualmente, mas dizem que há uma hipótese de voto.

Quase metade, 48%, afirma que não há hipótese de votar em Trump, e apenas 2% que não o apoiam atualmente, mas que considerariam votar nele.

O apoio de Biden nas sondagens é significativamente mais fraco agora entre vários grupos que ele foi vencedor anteriormente por uma larga margem e que foram fundamentais para a sua eleição em 2020.

Entre os eleitores com menos de 35 anos, 48% apoiam Trump e 47% Biden. Os independentes politicamente se dividem entre 45% de Trump e 41% de Biden.

Os eleitores negros favorecem Biden, com 73%. O apoio no grupo é de 23% para Trump, enquanto os eleitores latinos se dividiram em 50% de Biden e 46% de Trump.

E entre os grupos raciais, em geral, as mulheres se dividem em 63% para Biden e 31% de Trump. Entre os homens, são 49% para Trump e 46% de Biden.

Todas essas margens refletem quedas significativas no apoio a Biden em comparação com as sondagens de boca de urna de 2020.

Embora aqueles que realmente comparecem para votar não sejam os mesmos que os eleitores registados, e faltando um ano para a eleição, há tempo para que as opiniões dos eleitores mudem, com o atual momento e o próximo ano sendo diferentes.

Biden conquistou os eleitores com menos de 35 anos por 21 pontos ao nível nacional, os independentes por 13 pontos, os eleitores negros por 75 pontos e os eleitores latinos por 33 pontos.

Entre os eleitores negros, ele venceu mulheres e homens por ampla margem: mulheres por 53 pontos, homens por 34.

Apenas um quarto dos americanos (25%) afirma que Biden tem resistência e perspicácia para servir eficazmente como presidente, enquanto 53% acham que Trump atende aos requisitos.

Cerca de metade dos democratas (51%) dizem que Biden tem perspicácia e resistência para o cargo, em comparação com 90% dos republicanos que afirmam que Trump possui as qualidades.

O índice de aprovação de Biden – 39% aprovam, 61% desaprovam – é pior do que o dos presidentes anteriores nesta altura das suas candidaturas à reeleição.

A sua aprovação está quase no mesmo nível da de Trump no final de outubro de 2019, quando ele tinha 41% de aprovação.

Jimmy Carter foi o único presidente com um índice de aprovação significativamente inferior ao de Biden neste momento.

A um ano do dia das eleições de 1980, apenas 32% aprovaram o trabalho de Carter como presidente – ele acabou não sendo reeleito.

O desempenho profissional de Biden atrai atualmente uma oposição muito mais intensa do que um apoio fanático: 42% dos americanos desaprovam veementemente o seu desempenho, com apenas 14% aprovando-o veementemente.

A vice-presidente Kamala Harris detém o mesmo índice de aprovação de Biden, 39% aprovam e 61% desaprovam.

Situação do país

A nova sondagem revela que 72% de todos os americanos dizem que as coisas no país hoje vão mal. Uma ampla maioria sentiu-se assim durante todo o mandato de Biden. Na melhor das hipóteses, 60% disseram que as coisas iam mal em março de 2021.

Entre os eleitores que desaprovam o desempenho de Biden e aqueles que dizem que as coisas estão indo mal no país, 79% apoiam Trump contra 12% de Biden.

São 65% de Trump contra 27% de Biden entre aqueles que dizem que as coisas estão indo mal.

Aqueles que desaprovam apenas um pouco o desempenho de Biden ajudaram a impulsionar os democratas a um desempenho surpreendentemente forte nas eleições parlamentares do ano passado (as sondagens revelaram que eles se inclinaram em 49% para os candidatos democratas nos seus distritos da Câmara dos EUA e 45% para os republicanos, apesar das suas dúvidas sobre Biden).

Biden se sai melhor entre os menos desaprovam do que os que mais, mas ainda está atrás de Trump no cenário (46% de Trump contra 40% de Biden).

 
 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia