Cuiabá, 17 de Junho de 2024

CIDADES Quinta-feira, 23 de Novembro de 2023, 16:13 - A | A

23 de Novembro de 2023, 16h:13 - A | A

CIDADES / REFORÇO DO CÉU

Chuvas ajudam Bombeiros a controlar incêndios no Pantanal

Segundo o Batalhão de Emergências Ambientais, chuvas que caíram ao longo da semana ajudaram a controlar o fogo. Bombeiros permanecem no local.

Ari Miranda
Única News



O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso trabalha em uma nova estratégia para garantir a extinção total do fogo em todos os pontos de incêndio no Pantanal mato-grossense, em Poconé (104 Km de Cuiabá). Segundo o Batalhão de Emergências Ambientais (BEA) da instituição, as chuvas que caíram nesta semana na região contribuíram para uma redução significativa dos focos de queimadas no bioma.

Com a queda no número de focos de queimadas no Pantanal, em especial na região da Rodovia Transpantaneira (MT-060), as ações dos Bombeiros seguem agora concentradas na construção de aceiros e no rescaldo de pontos específicos que ainda estão queimando.

“A situação não é mais crítica como antes, então o trabalho de agora é garantir que as chamas não retomem com maior intensidade”, explicou o comandante do BEA, tenente-coronel-bombeiro Marco Aires.

Devido às características do bioma, que contribuem para o surgimento de incêndios subterrâneos, alguns dos aceiros construídos estão sendo alagados com o uso de motobombas. A estratégia, segundo Aires, é utilizada em alguns pontos da Transpantaneira.

“Um aceiro alagado é uma linha de defesa potencializada por resfriar o solo e desacelerar a propagação da chama lenta. Essa é a estratégia usada para impedir que o fogo retorne ao solo e avance para novas regiões”, explica o comandante.

Além das ações preventivas, o Corpo de Bombeiros também realiza o monitoramento in loco da região, com o sobrevoo de aeronaves e uso de drones, além do monitoramento constante do Pantanal com o uso de satélites, na Sala de Situação Central, em Cuiabá.

“Todos os bombeiros empenhados na região só retornam para suas bases quando o incêndio no Pantanal estiver completamente extinto. É uma ação que, infelizmente, não tem data para chegar ao fim devido às características da flora e as condições climáticas que podem ou não contribuir para o nosso trabalho, mas continuaremos por lá até quando for necessário”, garantiu Aires.

Oito frentes de combate

Cerca de 110 bombeiros e policiais militares do Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAer), além de agentes da Defesa Civil de MT estão nesta quinta-feira (23) atuando nas ações preventivas contra incêndios em oito localidades específicas do estado. Além disso, brigadistas e voluntários também dão apoio nos trabalhos.

As equipes se concentram no Parque Estadual Encontro das Águas e Rodovia Transpantaneira; bacia hidrográfica do Sararé; Parque Nacional do Pantanal e Reserva Federal Dorochê; São Pedro de Joselândia; Santo Antônio do Leverger; Rio Paraguai, próximo a Cáceres; fronteira com a Bolívia, na região de San Matías e Terra Indígena Portal do Encantado.

As ações contam com apoio de aviões, helicóptero, 11 barcos, 16 viaturas, três caminhões-pipa e três máquinas para a construção de aceiros e abertura de estradas.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia