Cuiabá, 25 de Maio de 2024

CIDADES Sábado, 08 de Abril de 2017, 11:03 - A | A

08 de Abril de 2017, 11h:03 - A | A

CIDADES / BUZINAÇO

Motoristas prometem manifestação em festividades e Emanuel garante diálogo

Por Suelen Alencar/ Única News



17820728_1363364640396698_621924961_n.jpg

 

Os Motoristas dos micro-ônibus de Cuiabá, realizam uma manifestação pelas ruas da capital na manhã deste sábado (8), contra a prefeitura de Cuiabá e o secretário de Mobilidade Urbana, Antenor Figueiredo .

 

Segundo informaçãoes repassadas ao site Única News, é um protesto quanto à retirada de oito veículos de circulação há dois meses. Na parte da manhã os motoristas realizaram um 'buzinaço' e na parte da tarde seguem para Orla do Porto, local onde será realizados as comemorações dos 298 anos de Cuiabá. 

 

Outra forma de protestar do trabalhadores foi a liberação de passagem gratuita para os usuários na manhã deste sábado. Na sexta-feira (7), segundo uma fonte alguns trabalhadores não teriam suas ligações atendidas nem pelo secretário de Mobilidade Urbana e nem pelo prefeito, Emanuel Pinheiro (PMDB).

 

Ao site Única News, a prefeitura informou que Emanuel irá se reunir com o segmento durante a próxima semana para resolver qualquer impasse com os motoristas e as empresas. A prefeitura ainda esclareceu que os lacres nos veículos é devido ao tempo da fronta que estaria "além do permitido e também falta de documentos".

 

Judicialização

 

No último dia 24 de março o Tribunal de Justiça de Mato Grosso declaou ilegal o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que retirou de circulação os micro-ônibus da Capital desde o início do mês. Por causa desse acordo firmado pela Prefeitura e o Ministério Público do Estado, foram lacrados oito táxis-lotação no início do mês, o que afetou cerca de 75 mil pessoas.

 

Na decisão, o juiz Luiz Aparecido Bertolussi Júnior, da Vara de Ação Civil Pública e de Ação Popular, afirma que o "serviço de taxi-lotação é devidamente regulamentado no âmbito municipal por meio da Lei nº 2.758/90" e que interrupção desse serviço causaria "dano irreparável ou de difícil reparação para os usuários".

 

 Já a Associação Matogrossense de Transportadores Urbanos (MTU) esclareceu que as ordens de serviço emitidas, pela secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), determinou que fosse colocado um ônibus na substituição de cada micro, suspensos no ínicio de março. 

 

"Foi colocado um ônibus substituindo o micro, de forma que a população cuiabana não vem sendo prejudicada, muito pelo contrário, passaram a ter uma oferta maior em função do tamanho do veículo. A entidade garante que nenhum passageiro foi prejudicado, já que de imediato a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob), determinou a reposição dos micros retirados por ônibus das empresas concessionárias, na proporção de um ônibus para cada micro retirado", descreve trecho da nota.

 

Segundo a MTU, três empresas estão operando nas linhas afetadas  para equilibrar o tráfego. Veja lista divulgada pela MTU:

 

Pantanal Transporte: 213 (Três Poderes – Centro); 412 (Planalto – Centro); 301 (Jardim Vitória – Centro).

 

Expresso NS: 311 (Novo Mato Grosso – Centro); 313 (Terminal CPA 3 – UNIC); 314 (Bela Vista – Centro).

 

Integração Transportes:  106 (Cidade Verde – Centro), nesse bairro foram retirados dois micro-ônibus e estão circulando dois ônibus.

 

Entenda o caso

 

Foram retirados de circulação oito veículos de seis empresas de transporte alternativo que atendem as linhas 106, 213, 311, 313, 314 e 412. Esses micro-ônibus circulam em regiões de grande movimento como CPA3, Planalto, Novo Mato Grosso, Cidade Verde, Bela Vista, entre outros. Os táxis-lotação devem voltar a circular assim que a Prefeitura for notificada da decisão.

 

O tesoureiro do Sindicato das Empresas de Transporte Alternativo de Cuiabá e Várzea Grande (Seta), Arthur Velho,disse que a decisão do magistrado apenas reforça o que é defendido pela entidade. "Defendemos a manutenção do serviço até que seja feito um novo processo licitatório. A retirada dos veículos só traz prejuízos para a população que fica desassistida".

 

O serviço de "táxi-lotação" atua em Cuiabá há mais de 20 anos através de uma permissão da Prefeitura. São transportados cerca de 680 mil passageiros por mês, em 56 microônibus. 

 

 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia