Cuiabá, 26 de Fevereiro de 2021

CIDADES
Segunda-feira, 25 de Janeiro de 2021, 19h:03

ANO LETIVO 2021

Pinheiro anuncia que aulas na rede municipal serão de forma híbrida

Claryssa Amorim
Única News

Marcus Mesquita

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) anunciou na noite desta segunda-feira (25), o retorno das aulas da rede municipal de forma remota, inicialmente e em abril, com o sistema híbrido. A decisão consta no Decreto nº 8.135, que deve circular nesta terça-feira (26), na edição da Gazeta Municipal.

"Sei da imensa expectativa quanto a retomada das atividades escolares na rede pública municipal e privada e após um incansável trabalho de observação do cenário da pandemia e com base em respaldos técnicos, a decisão é quanto a aplicação da forma híbrida", decidiu.

As aulas públicas estão previstas para começar a partir do dia 8 de fevereiro, conforme o calendário do Ministério da Educação (MEC).

Segundo o prefeito, em fevereiro e março as aulas da rede pública serão de forma remota e, em abril, no sistema híbrido.

Na rede privada, o ensino fundamental e médio, o retorno pode acontecer de forma remota já no dia 1º de fevereiro e, a partir de março com o sistema híbrido.

O prefeito destacou que todas as medidas podem ser revistas, de acordo com o comportamento da pandemia da Covid-19, que segue sendo monitorado pela Prefeitura de Cuiabá. “Qualquer alteração que coloque em risco a saúde e vida das pessoas, especialmente das nossas crianças e profissionais da educação, essas medidas podem ser mudadas. Continuaremos acompanhando de perto e trabalhando para que esse novo normal aconteça com total segurança e responsabilidade”, pontuou Pinheiro. 

Ensino híbrido

O sistema é uma metodologia de aprendizagem presencial e remota, permitindo que o aluno estude sozinho on-line ou em sala de aula interagindo com os colegas e com o professor.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE