Cuiabá, 26 de Fevereiro de 2021

CIDADES
Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2021, 06h:22

POLUIÇÃO

SEMA aponta que lançamento de esgoto no Parque Mãe Bonifácia ocorre há 15 anos

Aline Almeida
Única News

(Foto: Divulgação)

Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), confirmou que detectou por meio de vistoria, que diversos bairros tem lançando seus esgotos diretamente no córrego que fica no Parque Mãe Bonifácia. O fato, de acordo com a Sema, ocorre há pelo menos 15 anos. O apontamento é resposta quanto a inquérito instalado no dia 12 de janeiro pelo promotor Joelson de Campos Maciel.

Por meio da Coordenadoria de Unidades de Conservação, a Sema destaca que realizou em setembro de 2020 uma vistoria no Parque Estadual Mãe Bonifácia. "A incursão ocorreu a pedido do Ministério Público Estadual e constatou o lançamento de esgoto in natura no córrego Mãe Bonifácia. Os efluentes são oriundos dos bairros Quilombo, Santa Helena, Morada do Sol, Duque de Caxias, Santa Rosa, dentre outros", ressalta.

De acordo com a pasta, o Plano de Manejo da Unidade Conservação, elaborado em 2013, e os laudos laboratoriais feitos pela Sema já apontam a contaminação das águas do córrego desde 2005. Ou seja, a poluição é difusa, já que provem de diversos bairros, e de longa data.

Diante do cenário, a secretaria enfatiza que enviou em 24 de setembro de 2020 ofícios e os boletins de qualidade da água para a Prefeitura de Cuiabá e para Águas Cuiabá, entidades responsáveis pelo tratamento e destinação do esgoto da Capital, cientificando da gravidade do problema, solicitando providências e se colocando à disposição para construção conjunta de uma solução. "A Sema acredita que a gestão compartilhada é o melhor caminho para resolução de problemas complexos como este e se coloca à disposição de todos para esclarecimentos e união de esforços", complementa.

Outro lado

A Águas Cuiabá informou por nota que ainda não recebeu a notificação referente ao procedimento instaurado. Mas, quanto às medidas voltadas ao Parque Mãe Bonifácia, a concessionária posiciona que, conforme acordo já firmado junto ao Ministério Público, a implantação do novo Sistema de Esgotamento Sanitário Lipa tornará possível a coleta e tratamento do esgoto lançado em seu córrego.

"O tratamento dos esgotos coletados no local será feito na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Lipa, cuja construção tem início em fevereiro deste ano. Neste sentido, a empresa reforça que a ETE Ribeirão do Lipa está sendo projetada com uso da tecnologia de ponta, que reduz a carga de resíduos orgânicos cinco vezes mais rápido que o modelo convencional. Com sua entrada em operação, prevista para 2021, até 22 toneladas de esgoto deixarão, progressivamente, de ser lançadas, por dia, na natureza – especialmente no Rio Cuiabá e em córregos da cidade, dentre os quais o Mãe Bonifácia". 

A concessionária informou ainda que a primeira etapa das obras de construção do SES Ribeirão do Lipa mobilizará 500 trabalhadores. Nesta fase serão aplicados mais de R$ 100 milhões, com a implantação de 132 quilômetros de redes coletoras e de um módulo de tratamento de esgoto capaz de processar 130 litros por segundo. Na segunda etapa, que ocorrerá a partir de agosto de 2021, vão começar as ser instalados os outros 125 quilômetros de redes que compõem o Sistema de Esgotamento Sanitário Ribeirão do Lipa. O novo sistema de esgotamento sanitário atenderá a 93 bairros da capital mato-grossense, dentre os quais o Duque de Caxias, onde está situado o Parque Mãe Bonifácia. 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE