Cuiabá, 29 de Novembro de 2020

CIDADES
Terça-feira, 07 de Julho de 2020, 18h:02

NOVAS ESTRATÉGIAS

Sinop fecha unidades de saúde devido à falta de profissionais na pandemia

Única News
Da Redação

(Foto: Reprodução)

A Secretaria Municipal de Saúde de Sinop (a 503 km de Cuiabá) precisou fechar duas unidades básicas de saúde na cidade, devido à falta de profissionais. As unidades São Francisco e Maria Vindilina I terão os atendimentos suspensos por 90 dias.

De acordo com a Secretaria de Saúde, a medida foi necessária devido ao afastamento de 119 profissionais de saúde, entre médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, que são parte dos grupos de risco ou que estão com sintomas da covid-19 e não podem comparecer ao trabalho.

Assim, foi necessária uma “nova estratégia” de atendimento nas Unidades Básicas de Saúde, já a partir desta terça-feira (7). O secretário Kristian Barros disse que as condições são necessárias e pediu a colaboração da população.

Outras duas unidades deixarão de atender o público em geral e passarão para atendimentos exclusivos à covid-19: a UBS Violetas e a UBS Paraíso, que vai fazer a distribuição de “kits-covid”.

A Prefeitura de Sinop reorganizou o atendimento nas unidades, já que algumas precisaram ser fechadas. Para saber como ficou, clique aqui.

No entanto, o secretário assegura que a população não ficará sem atendimento, tanto como os pacientes da Covid-19, quanto aos pacientes clínicos em geral.

“Essa é uma condição necessária para o momento em que estamos vivendo, que não é apenas em Sinop. Sabemos dos transtornos, mas é preciso a compreensão da população. Já estamos organizando para contratar novos servidores e reforçar nossa linha de frente. Enquanto isso, temos que pensar que neste momento é preciso mostrar união e amor ao próximo, olhar para a condição do outro”, comentou Kristian.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE