Cuiabá, 23 de Julho de 2024

JUDICIÁRIO Segunda-feira, 03 de Janeiro de 2022, 17:10 - A | A

03 de Janeiro de 2022, 17h:10 - A | A

JUDICIÁRIO / CONTRATO DE R$ 41 MI

MP diz que declaração de Malouf é genérica e pede arquivamento de inquérito contra Taques

Thays Amorim
Única News



Em manifestação, o Ministério Público Eleitoral pediu o arquivamento do inquérito contra o ex-governador Pedro Taques (Solidariedade), que investigava um suposto caixa 2 por meio de um contrato de R$ 41 milhões com o Auto Posto Marmeleiro. A denúncia teve como base a delação premiada do empresário Alan Malouf.

Malouf afirmou que o posto foi contratado pelo Governo, por meio de dispensa de licitação, na tentativa de quitar a dívida de campanha de 2014. A informação, que consta na delação, foi divulgada outubro de 2018, quando Taques ainda era governador.

Parte da dívida teria sido declarada como dívida de campanha, enquanto a outra parte teria sido negociada como caixa 2. Entretanto, para o MP Eleitoral, as afirmações de Malouf foram 'genéricas'.

"De posse de todas as informações, a Autoridade Policial ao observar que os fatos trazidos pelo colaborador Alan Malouf foram narrados de forma imprecisa e genérica, não tendo sido apresentado provas ou elementos confirmando-os", apontou, em trecho da manifestação do dia 16 de dezembro.

“[Malouf] Disse, até mesmo, não saber indicar como ocorreu o alegado esquema, asseverou não saber como era o fornecimento desse combustível doado como caixa 2, nem mesmo a quantidade, muito menos o valor”, completou.

(Com informações do OD)

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia