Cuiabá, 22 de Outubro de 2020

POLÍCIA
Terça-feira, 19 de Maio de 2020, 15h:13

CRIME BÁRBARO

Adolescente que matou menina de 13 anos grávida ficará detido por tempo indeterminado

Vithória Sampaio
Única News

(Foto: Reprodução)

O adolescente de 15 anos, responsável por matar brutalmente a adolescente de 13 anos, Anna Luiza do Nunes de Carmo, em Sorriso (a 420 Km de Cuiabá), que estava grávida dele, foi condenado a ficar internado por tempo indeterminado no sistema socioeducativo, pelo prazo máximo de três anos, conforme prevê a lei.

A sentença foi proferida na sexta-feira (15), pela Juíza Daiane Vaz Carvalho Goulart, da 2ª Vara Cível da Comarca de Sorriso. O processo tramita em segredo de justiça. A cada seis meses, um exame psicossocial será realizado para verificar a necessidade da manutenção da medida.

O adolescente responde por ato análogo a homicídio e pelos crimes de aborto, já que Anna Luiza estava nos primeiros meses de uma gestação, e por estupro, tendo em vista que a menina era menor de 14 anos, ou seja, legalmente vulnerável.

Dois dias depois de ter cometido o crime, ele confessou que agiu sozinho e que decidiu matar a menina após receber a notícia de que seria pai. Ele se relacionava com Anna Luiza e também com outra menina e temia que a gravidez afetasse seu namoro oficial.

O crime foi brutal. O adolescente confessou que estrangulou a vítima até que ela desmaiasse, em seguida, pegou um tijolo e a acertou na cabeça. Com um pedaço de madeira, deu vários golpes no corpo da garota.

Entenda o caso:

Anna Luiza foi encontrada morta em um terreno baldio, com sinais de espancamento, na madrugada do 2 de abril. Um pedaço de madeira e um tijolo foram encontrados ao lado do corpo, com marcas de sangue.

De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima, dizendo que havia um corpo abandonado em um matagal, frequentado por usuários de drogas.

Ao chegar no local, os policias viram que se tratava de uma adolescente. Ela tinha sinais de espancamento, inclusive um traumatismo na cabeça.

A garota foi reconhecida por familiares ainda na cena do crime. A Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec) esteve no local e encaminhou o corpo ao Instituto Médico Legal para exames de Necropsia. Dias depois, o laudo confirmou a gravidez.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE