Cuiabá, 27 de Novembro de 2020

POLÍCIA
Quinta-feira, 24 de Setembro de 2020, 12h:04

SUSPEITA DE SUICÍDIO

Antes de morrer, lutador orientou sobre como deveriam ser feitas orações por ele

Vithória Sampaio
Única News

(Foto: Réporter MT| Reprodução)

O lutador de boxe Bruno Aguiar de Carvalho, conhecido como "Bruno Tyson", encontrado morto na tarde da última terça-feira (22), deixou uma mensagem de alerta em um grupo do Whatsapp, antes de supostamente cometer suicídio. Na mensagem, disse que “se ficasse mais de dois dias sem mandar um ‘ok’, provavelmente teria morrido”. Ele ainda pediu para que os religiosos orassem por sua alma.

Nas mensagens inspiradas em teorias espirituais, o lutador relata estar sofrendo alguns choques na coluna e no cérebro, o que ele compara a “Prisões espirituais”, onde é imposto grande sofrimento. Ele afirma que, se morresse, “escaparia de tudo isso”.

No final, Tyson pediu que todos os religiosos rezassem diariamente por cinco minutos, para garantir “um lugar bom” para ele.

“O espírito do Bruno Tyson está revendo ajuda de bons espíritos para ir e permanecer num lugar habitado apenas por espíritos bons que respeitem e o tratem bem”, orientou ele, sobre como deveriam ser a orações.

Bruno foi encontrado em um sofá da sala de seu apartamento, sentado, com uma arma no colo. Os policiais confirmaram que ele morreu com um tiro na cabeça e o corpo já estava em estado de decomposição, indicando que estava morto há vários dias.

A suspeita é que Tyson tenha cometido suicídio, mas a morte ainda será investigada e a Perícia indicará as causas.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE