Cuiabá, 04 de Dezembro de 2020

POLÍCIA
Terça-feira, 06 de Outubro de 2020, 16h:52

FATALIDADE

Tiro que matou policial federal foi disparado por colega de corporação

Elloise Guedes
Única News

(Foto: Reprodução)

O tiro acidental que matou o policial federal Frederico Moreira de Oliveira, de 43 anos, foi disparado por uma colega de corporação, que não teve o nome divulgado, durante um treinamento da Polícia Federal em uma unidade do Exército em Aragarças/GO.

Frederico era instrutor de tiro do Serviço de Armamento e Tiro da PF (SAT/PF). Ele ministrava a atividade no estande do Comando do 58º Batalhão de Infantaria Motorizado quando foi atingido na região do tórax.

O policial recebeu os primeiros-socorros de um outro policial federal socorrista, sendo encaminhado com urgência para o Hospital Getúlio Vargas em Aragarças.

O agente chegou a ser levado para o Hospital MedBarra em Barra do Garças (a 515 km de Cuiabá), porém, não resistiu aos ferimentos, vindo a óbito no início da noite.

Moreira era lotado na Delegacia de Polícia Federal em Barra do Garças, com brilhante atuação como policial. Participou de diversas ações de grande relevância em Mato Grosso e em outras unidades da federação.

A instituição decretou luto de três dias pela morte do policial.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE