Cuiabá, 27 de Maio de 2024

POLÍTICA Segunda-feira, 14 de Agosto de 2017, 11:15 - A | A

14 de Agosto de 2017, 11h:15 - A | A

POLÍTICA / GRAMPOLÂNDIA

Defesa garante HC de soltura de ex-comandante da PM para esta terça-feira

Da Redação



A defesa do ex-comandante-geral da Polícia Militar, coronel Zaqueu Barbosa, garantiu que a decisão do habeas corpus que pede a liberdade do militar deve sair até a próxima terça-feira (15).

 

(Foto: Internet)

 

Segundo o advogado Flávio Ferreira, o pedido de soltura está concluso desde o dia 2 de agosto. O ministro da 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Ribeiro Dantas, já está com os documentos.

 

“Amanhã vamos ter a decisão da soltura ou mantendo o pedido de prisão do juiz Marcos Faleiros. Mas, estamos confiantes que tudo vai dar certo”, disse.

 

Zaqueu foi preso no dia 23 de maio, acusado de participar da rede de escutas ilegais. O ex-comandante continua no Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope).

 

Segundo apontaram as investigações, o esquema funcionava como “barriga de aluguel”, ou seja, as pessoas inseridas nas investigações policiais não tinham relação suspeita, mas, mesmo assim, eram colocadas de maneira disfarçada.

 

Na semana passada, o ex-secretário chefe da Casa Civil, que também é investigado no caso e foi preso, conseguiu o pedido de liberdade com o ministro Reynaldo Fonseca do Supremo Tribunal de Justiça (STJ).

 

Esquema

O esquema de escutas clandestinas que - supostamente envolve oficiais do alto comando da PM do Estado -, foi denunciado pelo ex-secretário de Segurança Pública e promotor Mauro Zaque.

 

Uma reportagem do Fantástico deu mais notoriedade ao caso que envolve - segundo a denúncia mais de 100 números de pessoas que não teria ligação com tráfico de drogas.  Em entrevista à imprensa na época da denúncia, o promotor Mauro Zaque chegou a afirmar que o governador Pedro Taques (PSDB) foi informado sobre o esquema e que teria ignorado. Em contrapartida, Taques abriu uma ação contra Zaque sob a argumentação de que seu ex-secretário 'mentia e que não sabia de nada'.

 

Entre os grampeados estariam a deputada Janaina Riva (PMDB); o advogado José do Patrocínio; o desembargador aposentado José Ferreira Leite; os médicos Sergio Dezanetti, Luciano Florisbelo da Silva, Paullineli Fraga Martins, Helio Ferreira de Lima Junior e Hugo Miguel Viegas Coelho.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia