Cuiabá, 25 de Maio de 2024

POLÍTICA Terça-feira, 04 de Julho de 2017, 15:31 - A | A

04 de Julho de 2017, 15h:31 - A | A

POLÍTICA / "NÃO SUPORTOU PRESSÃO"

Ex-presidente da Metamat diz que passou a ter acompanhamento psicológico após esquema

Da Redação



(Foto: Reprodução)

11503_0_gr.jpg

 

O ex-presidente da Companhia Mato-Grossense de Mineração (Metamat), João Justino Paes de Barros, disse à juíza Selma Arruda, da 7ª Vara Criminal, na tarde desta terça (4), que após a deflagração da operação Sodoma - que investiga desvio de dinheiro público através de desapropriação de terras em Cuiabá - passou a ter acompanhamento psicológico.

 

Ele se tornou réu na operação, após firmar acordo de delação premiada com o Ministério Público. Será ouvido ainda hoje, o ex-secretário de Estado da Casa Civil, Pedro Nadaf, réu na ação. O depoimento de Nadaf promete ser polêmico, pois ele deve entrar políticos do estado que ainda não aparecem nas investigações.

 

O ex-presidente da Metamat, confirmou a magistrada seu envolvimento na ação, porém alegou que não tem conhecimento sobre a desapropriação da terra. A participação dele no esquema era com a compra irregular de ouro.

 

A última compra estava avaliada em R$ 700 mil e que todas foram executadas com veículos da Metamat e bancadas por Nadaf. As viagens para o interior, segundo João, eram com motoristas da própria Matemat ou de avião fretado.

 

Ele jogou a culpa em Nadaf, dizendo que havia sido procurado para participar de um esquema que rendia milhões. As negociações ocorreram entre 2014 e 2015. O réu alegou ainda que Nadaf teria o procurado, pois confiava nele.

 

Considerado braço direito do ex-governador Silval Barbosa, Nadaf atuava como 'chefe' do esquema. A declaração foi do próprio Silval em depoimento ao Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco).

 

 

O Ministério Público destaca que nesta fase da operação foi apurado que a organização criminosa solicitou e recebeu vantagem indevida de R$ 3,05 milhões entre outubro de 2011 a dezembro de 2014.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia