Cuiabá, 13 de Julho de 2024

POLÍTICA Quarta-feira, 11 de Dezembro de 2019, 15:37 - A | A

11 de Dezembro de 2019, 15h:37 - A | A

POLÍTICA / APÓS CASSAÇÃO DE SELMA

Presidente do TRE anuncia quatro possíveis datas para nova eleição ao Senado

Claryssa Amorim
Única News



O presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT), desembargador Gilberto Giraldelli, informou nesta quarta-feira (11), que há quatro datas disponíveis para realizar a nova eleição ao Senado, determinada após cassação da senadora Selma Arruda (Podemos). Segundo ele, os dias são: 8 de março, 26 de abril, 10 de maio ou 21 de junho.

Selma foi cassada na noite dessa terça-feira (10), pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por 6 votos a 1, por crimes de caixa dois e abuso de poder econômico no período de pré-campanha em 2018.

O desembargador disse ainda, em entrevista coletiva, que a nova eleição deve ter um custo em torno de R$ 9 milhões, que serão custeados com recursos da Justiça Eleitoral.

Giraldelli também não descarta que Selma Arruda e seus suplentes, Gilberto Eglair Possamai e Cleire Fabiana Mendes, possam ser acionados pela Advocacia-Geral da União (AGU) e “obrigados” a arcar com os custos.

O presidente do TRE explicou ainda que a data para nova eleição só pode ser definida após a publicação do acórdão da decisão do TSE, referente à cassação de Selma.

“Em tese, as datas possíveis pelo calendário eleitoral são essas. Vamos aguardar, não podemos precipitar. [...] Não existe uma previsão para esta publicação, podendo demorar alguns dias. Pode ser este ano ou somente após o final do recesso do judiciário, que é em fevereiro de 2020. Precisamos da segurança deste acórdão, no qual ficará estabelecido como será a eleição suplementar”, comentou.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia